Jornal do Brasil

Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017

Cultura

'Primavera Leste' estreia na Caixa Cultural do Rio

Obra se inspira em Tom Waits, Lou Reed e Chico Buarque

Jornal do Brasil

A Caixa Cultural Rio de Janeiro recebe, de 19 a 29 de outubro de 2017, o espetáculo 'Primavera Leste', com montagem da Minha Nossa Cia de Teatro e direção de Dimis Jean Sores. A temporada inclui apresentações de quinta a domingo, às 19h.

'Primavera Leste' é uma comédia musical com composições originais de Enzo Veiga, inspiradas em Tom Waits, Lou Reed e Chico Buarque. Criado a partir da dramaturgia homônima do carioca Diogo Liberano, o espetáculo propõe um pesadelo cômico que flerta com o drama e o absurdo a partir do mote "como escrever outra história".

'Primavera Leste' estreia nesta quinta, 19 de outubro na Caixa Cutlrual do Rio
'Primavera Leste' estreia nesta quinta, 19 de outubro na Caixa Cutlrual do Rio

Na trama, o escritor "mundialmente famoso na Itália" Vito Konigsberg apresenta seu novo livro, Primavera Leste, fruto de uma pesquisa de cinco anos em que o italiano se aventurou pelo Brasil em busca de respostas sobre o sequestro de uma professora de História da UFRJ. Ela indagou a seus alunos “como escrever outra história”, mas três deles, por não conseguirem responder à questão, sequestram-na e a torturam em busca da solução. A fim de tornar sua palestra menos enfadonha, o escritor convida a Trupe Maravilhosa do Teatro Brasileiro para representar o caso.

A dramaturgia expõe a pesquisa em tragédia de Diogo Liberano e o teatro niilista e extremamente visual do curitibano Dimis Sores, que se fundem com a investigação de problemáticas do indivíduo contemporâneo da Minha Nossa Cia. O resultado é uma obra teatral que se abre à eclosão de conflitos sociais latentes.

“O mundo não melhora, ele vive um ciclo eterno de coisas horrorosas, permeadas por uma ou outra coisa boa que nos ajudam a sobreviver. A diferença está apenas na banalidade da violência, pois a política continua idêntica, apenas com uma falsa e confortável sensação de democracia. Com a internet, a violência é a única coisa que se democratizou de fato. As pessoas matam para fazer stories no Instagram, por não terem seus posts curtidos”, afirma o diretor.

A temporada inclui, ainda, a oficina gratuita de interpretação Ficcionalização do Real e Autoficção, ministrada pelo diretor do espetáculo no dia 21 de outubro (sábado), às 14h. Serão oferecidas 20 vagas e as inscrições devem ser realizadas pelo e-mail oficinaminhannossarj@gmail.com .

Projeto Câmbio

A montagem de Primavera Leste é a primeira etapa do Projeto Câmbio, proposição da Minha Nossa Cia. de Teatro de intercâmbio com artistas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Curitiba, que irão se alternar entre dramaturgia e direção, em três espetáculos com a companhia. O programa propõe, em síntese, a criação de peças a partir do diálogo de estéticas distintas, tendo por objetivos o encontro de alteridades como meio propulsor de produção e criação em arte, bem como o intercâmbio de experiências e formações artísticas, filosóficas, culturais e regionais. Os próximos espetáculos que compõem o projeto são O Leão no Aquário, do dramaturgo mineiro Vinícius Souza, com direção de Diogo Liberano; e Tendência ao Drama e ao Caos, de autoria de Dimis Jean Sores e com direção de Vinicius Souza.

A companhia

A Minha Nossa Cia. de Teatro, de Curitiba, mantém constante pesquisa, desde 2009, evidenciando os múltiplos desejos artísticos de seus integrantes, que os contemplam no teatro e na performance. Sua heterogeneidade, no ponto de vista da formação dos membros que a compõem, fortalece o cultivo de um lugar poético de reflexão, crítica e criação artística enquanto mantém vivo o encontro das diferenças dos artistas que a configuram como (Minha) e (Nossa).

Atualmente é formada por Álvaro Antônio (músico, sonoplasta e artista gráfico), Erica Mitiko (iluminadora e cenógrafa), Felipe Custódio (figurinista, ator e produtor), Fernanda Perondi (atriz, performer e arte-educadora), Léo Moita (diretor, dramaturgo, ator e arte-educador), Moira Albuquerque (atriz, performer, contadora de histórias e produtora), Raul Freitas (iluminador e maquiador), Val Salles (ator e figurinista).

Ficha técnica

Direção Geral: Dimis Jean Sores

Texto: Vito Konigsberg, a partir de dramaturgia homônima de Diogo Liberano

Elenco: Fernanda Perondi, Geisa Costa, Jeff Bastos, Léo Moita, Moira Albuquerque, Sávio Malheiros, Val Salles

Direção Musical, Composições e Preparação Vocal: Enzo Veiga

Assistência de Direção e Preparação Corporal: Val Salles

Iluminação: Raul Freitas

Assistente de Iluminação: Erica Mityko

Figurino: Val Salles

Costureira: Sindy Crespim

Cenografia: Erica Mityko

Adereços e efeitos especiais: Federico Konigsberg

Maquiagem: Andréa Tristão

Letras: Dimis Jean Sores, Diogo Liberano, Enzo Veiga

Design Gráfico: Álvaro Antonio

Produção Executiva: Maria Inês Gutiérrez

Produção Local: Clarissa Menezes

Assessoria de Imprensa: Lyvia Rodrigues – Aquela que Divulga

Fotógrafo: Lauro Borges

Realização: Minha Nossa Cia de Teatro; Girolê Produções

Serviço: 'Primavera Leste'

Data: 19 a 29 de outubro, de quinta a domingo, às 19h

Local: Caixa Cultural Rio (Teatro de Arena) - Av. Almirante Barroso, 25, Centro do Rio

Telefone: (21) 3980-3815

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes Caixapagam meia

Classificação indicativa: 12 anos

Acesso para pessoas com deficiência

Oficina Ficcionalização do Real e Autoficção, com Dimis Jean Soares

Data: 21 de outubro (sábado), às 14h

Inscrições: Gratuitas pelo e-mail oficinaminhannossarj@gmail.com 

Tags: comédia, minha nossa, musical, pesadelo cômico, projeto câmbio, teatro

Compartilhe: