Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Abril de 2017

Cultura

Literatura em cena traz montagem inédita ao Rio de Janeiro

Jornal do Brasil

Concebido com a intenção de despertar em crianças e jovens o interesse pela literatura por meio de montagens cênicas de obras de autores brasileiros, o projeto Literatura em Cena traz ao Rio de Janeiro o espetáculo “É Proibido Miar”, uma montagem inédita na cidade que será encenada no dia 10 de setembro, às 15h, no Clube Hebraica, em Laranjeiras (Rua das Laranjeiras, 346). A entrada é gratuita, com senhas distribuídas uma hora antes. Quem puder contribuir com a campanha solidária, deve levar itens infantis para doação, como fraldas, leite em pó e roupas de crianças.

O livro É Proibido Miar, de Pedro Bandeira, um dos autores infanto-juvenis mais lidos do Brasil, foi adaptado para o teatro nesta peça dirigida por Marcelo Klabinque adicionou à dramaturgia elementos da dança e da música. Com um elenco de jovens atores, o espetáculo terá no total sete apresentações distribuídas na capital e demais regiões do estado. Além do clube em Laranjeiras, a peça será encenada também para crianças da rede municipal de ensino nas lonas culturais Hermeto Pascoal (dia 12) e Elza Osborne (dias 13 e 14), na cidade da Criança (dia 15) e para alunos do Colégio A. Liessin (dia 16). A programação completa das apresentações está disponível no site www.literaturaemcena.com.br.

Tendo como protagonista o cachorro “Bingo”, a história do premiado autor Pedro Bandeira trata com delicadeza e humor questões atuais, como o bullying, por meio de personagens que representam animais. A peça faz uso da arte dramática para discutir o respeito ao outro, a superação de diferenças e o combate a preconceitos.

Literatura em Cena é um projeto da Elo3, com patrocínio da GRSA, via Lei Rouanet, e apoio da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Todas as escolas onde serão encenadas as peças receberão um Caderno de Apoio Pedagógico. O material oferece a professores diversas opções de tarefas lúdicas para serem trabalhadas em sala de aula.

“O projeto promove a aproximação entre alunos e professores e os assuntos trabalhados são levados para casa, abrindo espaço para a participação das famílias. É uma experiência que deixa marcas e ajuda a desenvolver uma sociedade mais democrática e atua diretamente no processo de formação de cidadãos participativos”, destaca Lia Roitburd, pedagoga responsável pelo projeto. “O trabalho consegue integrar cultura e educação de maneira lúdica e eficaz. As apresentações teatrais são um marco na rotina dos alunos e professores e podem ser desdobradas com o material de apoio pedagógico, ao longo do ano letivo. É impressionante ver crianças de 6, 8, 10 anos se emocionarem com a história de Bingo. Sorrisos e lágrimas no escuro do teatro que depois viram palavras de acolhimento e identificação no debate com os atores/personagens” observa, por fim, Lia.

Todo o material recolhido nas doações será destinado ao Grupo VIDA, que tem parceria com instituições infantis e asilos.

Serviço:

É proibido Miar

Espetáculo infantil de Marcelo Klabin, baseado no livro de Pedro Bandeira

Única apresentação

Local: Clube Hebraica (Rua das Laranjeiras, 346 – Laranjeiras)

Capacidade: 290 lugares

Data: sábado (10), às 15h.

Classificação etária: livre

Duração: 60 minutos

Entrada gratuita, com doação opcional de 1kg de alimento

Pedro Bandeira

Além de se dedicar ao teatro amador e profissional, Bandeira deu aulas de Literaturas brasileira e portuguesa e atuou como jornalista. A partir de 1972, começou a escrever para crianças. Em 1983, com a publicação de sua primeira história em formato de livro O dinossauro que fazia au-au, pela Editora Moderna, passou a dedicar-se exclusivamente à criação de livros infantis e juvenis, atividade que lhe rendeu o Prêmio Jabuti (Câmara Brasileira do Livro): O fantástico mistério de Feiurinha – Melhor Livro Infantil – 1986; o Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte): A marca de uma lágrima – Melhor Livro Juvenil – 1986; o Prêmio Adolfo Aizen (Academia Brasileira de Letras e União Brasileira de Escritores): Chá de sumiço – Melhor Livro Infantil – 1992; o Prêmio Altamente Recomendável Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil: A princesa e o pintor – Categoria Tradução-Informativo – 2001; e o Prêmio Altamente Recomendável Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil: Caras, carinha e caretas – alimentos comsentimentos – Cat. Reconto – 2001.

Marcelo Klabin

Ator, diretor teatral e arte-educador formado pela Escola de Arte Dramática ECA/USP. Possui estudos naProfessional International Theatre School, em Londres, nas áreas de jogos teatrais e linguagem de Clown. Trabalhou como diretor em peças infanto-juvenis e participou de projetos com vários diretores, como: Celso Frateschi, Roberto Lage, Claudio Lucchesi, Luiz Damasceno, entre outros.

É proibido miar – Ficha técnica

Direção artística: Marcelo Klabin

Consultoria e material de apoio pedagógico: Lia Roitburd

Adaptação: Erez Milgrom

Assistente de direção: Florência Rozenthal

Elenco 

Anna Carolina Longano

Daniel Kronenberg

Eduardo Mafalda

Mariana Leme

Natália Rosa

Ricardo Henrique

Roberson Lima

Iluminação: Gilson Moura

Cenografia: Daniel Infantini

Figurino: Daniel Infantini

Trilha Sonora: Daniel Tauszig

Preparação vocal: Daniel Rocha

Coreografia: Helena Camargo

Maquiagem: Jonathan Faria e Daniel Costa

Operador de Som: Rodrigo Viriato

 

Literatura em cena

Direção geral: Soraya Galgane e Fernanda Del Guerra

Produção executiva: Fabiana Maugé

Criação, diagramação: Acqua Estúdio Gráfico

Programação do site: Flávio Marques

Atendimento: Virna Muñoz

Realização: Elo3 Integração Empresarial Ltda.

Patrocínio: GRSA

Informações: www.literaturaemcena.com.br

Tags: e, miar, proibido

Compartilhe: