Jornal do Brasil

Sexta-feira, 20 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Esportes - Copa do Mundo

Croácia humilha Argentina e vence por 3 a 0 na Copa

Jornal do Brasil

 Com uma atuação para relembrar a épica campanha de 1998, a Croácia derrotou a Argentina por 3 a 0 e garantiu uma vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo.

Se a seleção croata já pode comemorar a classificação para a próxima fase, os sul-americanos ficaram perto da eliminação no grupo D.

Uma lambança do goleiro Willy Caballero deixou Ante Rebic livre para abrir o placar, aos 8 minutos do segundo tempo, enquanto Luka Modric fez uma pintura para ampliar, aos 35, e Ivan Rakitic fechou a conta aos 46.

>> Veja a tabela do Grupo D

A Croácia lidera o grupo D com seis pontos e não pode mais ser alcançada, unindo-se a França, Rússia e Uruguai no grupo de seleções já garantidas no mata-mata. Islândia e Argentina vêm logo atrás, empatadas com uma unidade cada, enquanto a Nigéria segue sem pontuar.

A situação do time sul-americano pode ficar muito complicada dependendo do resultado da partida entre Islândia e Nigéria, nesta sexta-feira. Resta aos argentinos golear a Nigéria na última rodada, em São Petersburgo, e torcer para tropeço dos adversários para sonhar com a segunda colocação do grupo.

A partida decisiva vai ser disputada no dia 26 de junho, mesma data do duelo entre Islândia e Croácia, em Rostov-on-don, pela última rodada do grupo D.

Primeiro tempo

Com três mudanças em relação à estreia, a Argentina demorou para se encontrar em campo nesta quinta, graças principalmente à falta de entrosamento do seu trio defensivo. Tanto que Caballero foi exigido logo aos 4 minutos de jogo, em chute cruzado de Perisic, pela esquerda. Uma outra chance croata, pela direita, também causou preocupação na torcida sul-americana.

A resposta do time de Sampaoli veio aos 12. Meza acertou forte chute, mas viu a bola desviar na defesa e sair. Foi o necessário para dar leve susto na Croácia e manter o rival mais cauteloso em campo. O jogo, então, ganhou em equilíbrio no primeiro tempo, com as duas seleções mais cuidadosas.

As mudanças na escalação e no esquema argentino tinham por objetivo favorecer Messi lá na frente. Mas, enquanto o time sul-americano sofria ameaças pelas laterais, em razão das opções do seu treinador, tampouco ameaçava no ataque. A bola simplesmente não chegava ao craque do time, sem um armador. 

Numa rara oportunidade, aos 29, Messi pressionou o goleiro pela esquerda. E, no rebote, Enzo Pérez mandou para fora, mesmo diante do gol aberto. A Croácia respondeu com um lindo levantamento na área de Modric para cabeçada perigosa de Mandzukic, aos 31. O atacante da Juventus mandou para fora. 

Antes do fim da etapa inicial, com um duelo de jogadas mais ríspidas, a Croácia teve grande chance para abrir o placar. Foi aos 46, quando Rebic recebeu ótimo lançamento pela esquerda, mas dominou mal, atrasou o lance e acabou batendo para longe do gol

Segunda etapa

O segundo tempo começou mais aberto, com as duas equipes exibindo posturas mais francas, em busca do ataque. Mas um erro incrível de Caballero mudou todo o panorama do jogo. Logo aos 7 minutos, o goleiro argentino tentou repor a bola encobrindo Rebic, sem sofrer maior pressão na saída de bola. Porém, a finalização foi fraca e o croata acertou belo chute de primeira, estufando as redes. 

Após o gol, Sampaoli reforçou o ataque da sua equipe. Colocou Pavón e Higuaín nos lugares de Salvio e Agüero, totalmente apagado em campo. Ao mesmo tempo, a Croácia recuou para neutralizar as investidas. E deixou Mandzukic "de plantão" na área adversária. Assim, ele quase anotou o segundo, aos 20 minutos. 

Preocupado, Sampaoli deu sua última cartada e colocou Dybala em campo. Mas a almejado gol acabou saindo do outro lado do campo. Aos 35, Modric arriscou forte chute de fora da área e Caballero não alcançou: 2 a 0. A essa altura, parte da torcida argentina lamentava e parte vaiava o goleiro. 

Dentro de campo, o jogo ganhou em lances mais violentos, quase todos protagonizados pelos argentinos, quase desesperados diante do placar. A Croácia sustentou a boa vantagem com certa tranquilidade nos minutos finais e ainda acertou o travessão, aos 41, com Rakitic. 

Antes do apito final, o mesmo jogador do Barcelona anotou o terceiro gol dos croatas, num vacilo geral da defesa sul-americana para selar a segunda vitória nesta Copa do Mundo, ainda sonhando em repetir a grande campanha de 1998, quando foi a terceira colocada. 

Argentina: Caballero; Mercado, Otamendi e Tagliafico; Salvio (Pavón), Mascherano, Enzo Pérez (Dybala) e Acuña; Messi, Meza e Agüero (Higuaín). Técnico: Jorge Sampaoli.

Croácia: Subasic; Vrsaljko, Vida, Lovren e Strinic; Rakitic, Rebic (Kramaric), Brozovic, Modric e Perisic (Kovacic); Mandzukic (Corluka). Técnico: Zlatko Dalic.

Gols: Rebic, aos 7, Modric, aos 35, e Rakitic, aos 46 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Rebic, Mercado, Mandzukic, Vrsaljko, Otamendi, Acuña, Brozovic. 

*Com AFP e Estadão conteúdo



Tags: argentina, copa 2018, copa da russia, copa do mundo, croacia

Compartilhe: