Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Esportes - Copa do Mundo

Brasil tem atuação pouco inspirada e empata com a Suíça na estreia: 1 a 1

Jornal do Brasil MAURÍCIO FONSECA

Foi uma ducha de água fria para a torcida brasileira. Depois de ótimas exibições nos jogos preparatórios, a seleção não foi bem em sua estreia na Copa da Rússia e apenas empatou em 1 a 1 com a Suíça. O Brasil não jogou bem a maior parte do tempo, mas foi prejudicado pela arbitragem, que não marcou falta clara em Miranda no gol suíço e deixou de marcar pênalti claro em Gabriel Jesus. Desde o Mundial de 1978, na Argentina, que a seleção não deixava de ganhar a partida de estreia. Outro detalhe, sempre que foi campeão mundial, o Brasil ganhou a primeira partida.

Neymar, de visual novo, não foi bem. É verdade que foi caçado em campo e recebeu a maioria das faltas feitas pelos suíços, mas prendeu muito a bola e raras vezes levou vantagem sobre os marcadores. Outro que não foi bem foi o capitão Marcelo, irreconhecível, com muitos erros de passe. Sexta-feira o Brasil volta a campo, em São Petersburgo, para enfrentar a Costa Rica. Com os resultados da primeira rodada, a Sérvia lidera o Grupo E, com três pontos, seguida por Brasil e Suíça, com um. A lanterna está com os costarriquenhos.  

>> Veja a tabela do Grupo E

A seleção brasileira começou tímida, tocando a bola com lentidão. Parecia querer deixar passar os minutos iniciais para a adrenalina baixar. Mas antes que isso acontecesse, a Suíça chegou com perigo, aos três minutos, através de  Dzemaili. 

Neymar, jogando pela esquerda, era marcado em cima pelos suíços. Em cima e com muitas faltas. Mesmo assim, aos 11 minutos, o camisa 10 fez ótima jogada com Philippe Coutinho e cruzou para a área. Paulinho aparaceu de surpresa e bateu mascado. O goleiro evitou no gol com grande defesa, mas o árbitro equivocadamente deu tiro de meta.

O lance assustou os suíços, que recuaram e passaram a esperar o Brasil. Foi um erro. Aos 19, Philippe Coutinho recebeu pela esquerda, corou para o meio e bateu de curva, no ângulo. Um golaço com a assinatura do jogador do Barcelona. 

O Brasil já era bem melhor quando abriu o placar, mas, inexplicavelmente, o time diminuiu no ritmo e chegou a ser pressionado pela Suíça. Mas com o time bem postado, em momento algum viu o gol de Alisson ser ameaçado. No último lance da primeira etapa, Thiago Silva, de cabeça, por pouco não aumenta o placar.

Em desvantagem no marcado, a seleção suíça voltou do intervalo marcando a saída de bola do Brasil. E chegou ao empate aos quatro minutos, num lance irregular. Numa cobrança de escanteio, Zuber tirou Miranda da jogada com um empurrão e cabeceou sozinho, na pequena área, sem chance para Alisson.

Logo depois, numa jogada de ataque, Casemiro tentou desarmar um adversário e recebeu cartão amarelo. Logo depois, o volante fez um desarme de carrinho. Tite ficou preocupado e tirou o jogador do Real Madrid. Entrou Fernandinho. 

O time brasileiro continuou amarrado em campo e Tite tirou o outro volante, Paulinho, e pôs Renato Augusto. O time melhorou e encurralou a time da Suíça. Gabriel Jesus sofreu pênalti claro aos 26, após bom passe de Renato Augusto. Firmino foi para o jogo no lugar de Jesus e a pressão aumentou. Primeiro foi Neymar quem perdeu boa chance cabeceando no meio do gol. Depois foi a vez de Firmino obrigar o bom goleiro Sommer a fazer grande defesa. E ainda teve uma chance incrível com Miranda, já nos acréscimos, com o zagueiro batendo da entrada da área, após escanteio.    

Brasil: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto), Philippe Coutinho, Neymar e Willian; Gabriel Jesus (Roberto Firmino). 

Suíça: Sommer, Lichtsteiner (Lang), Schär, Akanji e Ricardo Rodriguez; Behrami (Zakaria), Xhaka, Shaqiri, Dzemaili e Zuber; Seferovic (Embolo). 

Juiz: César Ramos. 

Cartões amarelos: Casemiro, Lichtsteiner, Behrami. 



Tags: brasil, copa, empate, jogo, mundial, suíça

Compartilhe: