Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

Colunistas - Comunidade em pauta

O secretário da Morte da Juventude

Jornal do BrasilDavison Coutinho

Assistimos com tristeza à chacina realizada nos presídios nos últimos dias, o que prova além de tudo que o Governo não tem nenhum controle destes espaços, muito menos preocupação com os direitos humanos das vidas dos que que ali habitam. 

Existe a lei que faz com que os que cometem crime sejam punidos com a privação da liberdade, mas não se pode aceitar uma pena de morte disfarçada de prisão.

Quantas vidas tiradas de maneira tão cruel. Imaginem as famílias aguardando a notícia da morte de seus parentes, assistindo ao vídeo com pessoas degoladas e mortas brutalmente. Agora, imaginem isso tudo sendo aplaudido por quem deveria cuidar dos jovens, investindo neles com educação, ou seja na prevenção, o secretário Nacional da Juventude, Bruno Julio, nomeado por Michel Temer. Acreditem, é verdade,  o agora ex-secretário declarou em entrevista: 

-"Tinha era que matar mais. Tinha que fazer uma chacina por semana”.

É ou não é pra desistir de tudo e ir embora?

Não sei se ele se lembra, mas este "santinho" não serve de exemplo de bom moço nem de longe. Bruno Julio é acusado de ter agredido a mulher, a ex-mulher e por assédio contra uma funcionária. Ou seja, seu lugar era lá junto com os que ele hoje defende o extermínio.

Suas declarações fascistas sucintam o ódio e a violência e revela que governo é este que diz nos representar, mas que a cada dia se atrapalha nas próprias farsas. 

Um "acidente pavoroso" foi a nomeação deste para representar a nossa juventude.

Que Deus conforte as famílias de todos os mortos!

* Davison Coutinho, morador da Rocinha desde o nascimento. Bacharel em desenho industrial pela PUC-Rio, Mestre em Design pela PUC-Rio, membro da comissão de moradores da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, professor, escritor, designer e liderança comunitária na Comunidade

Tags: Artigo, JB, comunidade, davison, pauta

Compartilhe: