Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Ciência e Tecnologia

Rússia e União Europeia juntas em Marte: Local de aterrissagem será divulgado até novembro

Jornal do Brasil

O local para a aterrissagem do sistema russo de plataformas de superfície como parte da missão conjunta da Rússia com a União Europeia, ExoMars, será escolhido em outubro ou novembro, segundo disse à Sputnik o chefe de um laboratório no Instituto de Pesquisa Espacial da Academia Russa de Ciências, Daniil Rodionov.

"Existem duas localizações candidatas — Oxia Planum e Mawrth Vallis. A escolha será feita até o final deste ano, acredito, em outubro-novembro", disse Rodionov, que lidera o projeto ExoMars do lado russo.

Existem dois requisitos que o local para o pouso da missão deve atender — a viabilidade de pouso e a utilidade do local em termos de atingir os objetivos de pesquisa da missão, que inclui critérios como a presença de água e condições para a conservação de sinais. da vida, observou Rodionov.

A escolha do local de pouso será realizada em conjunto pelos cientistas russos e da União Europeia, continuou o pesquisador, acrescentando que o lançamento da segunda etapa da missão está previsto para junho de 2020.

Os cientistas vêm considerando a questão do local de pouso para o segundo lançamento da missão ExoMars desde 2013. Um total de quatro locais, todos localizados perto do equador no hemisfério norte de Marte, foram considerados para esse fim. O Oxia Planum foi indicado como um local prioritário em 2015.

A ExoMars é uma missão conjunta da Agência Espacial Europeia (ESA) e da agência espacial russa Roscosmos, e tem como objetivo encontrar sinais de atividade biológica ou geológica em Marte. 

Em 2016, o ExoMars Trace Gas Orbiter (TGO) e o lander Schiaparelli foram lançados em direção ao planeta vermelho. A Roscosmos disse em 10 de abril, que o TGO começaria a explorar a atmosfera de Marte no final deste mês.

A segunda etapa da missão prevê a entrega do ExoMars Rover, desenvolvido pela ESA, e uma plataforma de superfície russa para explorar o planeta.

>> Sputnik

Sputnik


Tags: cosmonautas, daniil rodionov, marte, rússia, união europeia

Compartilhe: