Jornal do Brasil

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Ciência e Tecnologia

Novas criaturas são descobertas nas Ilhas Curilas

Sputnik

Cientistas do Instituto de Geografia da Academia de Ciências da Rússia descobriram 30 novas criaturas aquáticas, comunicou na quarta-feira (22) o site do Instituto.

"Entre julho e agosto de 2017, cientistas efetuaram coleta complexa da flora e fauna marítima e terrestre da ilha Matua. De acordo com as primeiras revelações, no material foram detectadas cerca de 30 novas espécies na ciência", diz-se na declaração.

De acordo com os resultados prévios, ao menos duas famílias de invertebrados marítimos pela primeira vez foram detectadas nas águas da Rússia. Os seres, encontrados nas águas de Matua, correspondem a anêmona-do-mar e hidroide.

Anêmona-do-mar pela primeira vez foi descrita, em 2016, como nova família e detectada no mar de Bering. O hidroide também foi registrado há pouco pela primeira vez, em 2015, na costa do oceano Pacífico do Canadá.

Novas criaturas foram descobertas na ilha de Matua
Novas criaturas foram descobertas na ilha de Matua

"Na península de Kamchatka, a propósito, não há nada parecido. Talvez, essas espécies insulares preferem viver em águas puríssimas longe dos continentes", notam os cientistas.

Perto da ilha de Matua foi revelado mais uma espécie de animais invertebrados da cor azul esverdeada. Uma parte das espécies coletadas foi enviada ao especialista japonês e ele as definiu como uma espécie catalogada ainda em 1946 nas Ilhas Aleutas. Desde então, os animais nunca foram identificados.

Os cientistas chegaram à conclusão de que a descoberta desta espécie na ilha de Matua se trata do primeiro registro dela em águas russas e primeira descoberta desde a sua descrição em 1946.

Tags: aleutas, animal, ciência, descoberta, espécies, identificação, ilhas curilas, kamchatka, água

Compartilhe: