Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Ciência e Tecnologia

Dormência nas mãos e sua relação com o uso excessivo de smartphones

Especialista fala sobre causas e esclarece dúvidas

Jornal do Brasil

A dormência nas mãos é uma das queixas que mais crescem nos consultórios de neurocirurgia. Para o neurocirurgião Rodrigo Marcelos (RJ), uma das causas é a chamada lesão por esforço repetitivo (LER) muito relacionado à atividade laboral e mais recentemente ao uso de smartphones e tablets. “Esta não é a única causa, mas pessoas que usam muito o telefone tem grande chances de apresentarem o problema”, esclarece o especialista, acrescentando que a síndrome do túnel do carpo e doenças da coluna cervical podem ocasionar dormência nas mãos.

Além dessas três principais causas, o especialista acrescenta que a diabetes mellitus mal tratada, vasculopatias, intoxicações medicamentosas, carências de vitaminas - principalmente do grupo B e infecções locais também podem levar a dormências nas mãos. “Os sintomas começam nas pontas dos dedos, podendo evoluir para a palma e o dorso da mão”, sinaliza Marcelos.

As mulheres são as que geralmente mais sofrem com o problema. “A menor força nos punhos, a suscetibilidade genética e até mesmo a menor ingestão de carne vermelha pelas mulheres em comparação aos homens justificam o número maior de casos em pacientes do sexo feminino”, esclarece.

Para o tratamento, o neurocirurgião Rodrigo Marcelos ressalta que primeiramente são realizados exames clínicos e de imagens para descobrir a causa principal da dormência. “A maioria das causas possuem cura. Para pacientes com LER, por exemplo, podem ser necessários analgésicos, antiinflamatórios e sessões de fisioterapia”, alerta. 

Fonte: Neurocirurgião Rodrigo Marcelos: médico com residência médica em neurocirurgia pelo Hospital Federal de Bonsucesso (RJ). Pós-graduação em neurointensivismo pelo Hospital Sírio Libanês (SP)

Tags: beleza, cirurgia, estética, mercado, negocios, saude

Compartilhe: