Jornal do Brasil

Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

Ciência e Tecnologia

Especialista fala sobre causas e tratamentos para rosácea 

Abril é o mês da conscientização sobre a doença

Jornal do Brasil

A rosácea é uma doença inflamatória da pele, que tem evolução crônica e apresenta períodos de melhora e de piora durante a vida. Existem várias intensidades de rosácea, variando desde uma leve vermelhidão na pele do rosto, até quadros mais intensos com formação de nódulos com pus. Acomete mais mulheres, porém, os homens podem apresentar as formas mais intensas. 

É comum a todas as formas da doença, a presença de vasinhos visíveis no rosto em maior ou menor grau e a sensação de “queimação” no rosto ou “agulhadas”,  que pioram com calor ou frio intensos, uso de bebidas alcoólicas, exercícios físicos, alguns medicamentos e ingestão de comidas apimentadas.

O diagnóstico da doença é clínico, ou seja, não necessita de exames complementares. 

Existem várias propostas de tratamento para os pacientes com rosácea, porém, até hoje nenhum deles é considerado 100% eficaz, como por exemplo, uso de cosméticos com ação calmante, luz intensa pulsada, antibióticos tópicos e em casos mais graves, até antibióticos orais, entre outros.

- É importante lembrar que a pele de quem tem rosácea é mais sensível ao uso de cosméticos, protetores solares e outros produtos de uso tópico, apresentando frequentemente irritação. Rosácea também é conhecida por causar um grande impacto psicossocial em seus portadores, que muitas vezes evitam o convívio social por vergonha, portanto, quando bem controlada causa uma melhora significativa na vida do paciente - explica a dermatologista Marcia Linhares.

Tags: Beleza, cirurgia, estética, mercado, negócios, SAÚDE

Compartilhe: