Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

Ciência e Tecnologia

Unesco pede que o mundo não deixe 'o nosso futuro secar' 

Pedido foi feito pela diretora da agência para marcar o Dia Mundial de Combate à Desertificação

Rádio ONUEdgard Júnior

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, Irina Bokova, pediu aos países "que não deixem o futuro secar". Bokova fez a declaração para marcar o Dia Mundial de Combate à Desertificação, esta segunda-feira.

Segundo ela, calcula-se que entre 100 e 200 milhões de pessoas vivem em regiões áridas ou semiáridas com limitados recursos de água potável no mundo inteiro.

A chefe da Unesco afirmou que até 2025, dois-terços dessa população vão sofrer com uma séria escassez, causada pelo crescimento da população e da produção agrícola, além do aumento da poluição e da salinidade na água.

A Unesco alerta que o impacto da mudança climática vai aumentar a escassez de água como também a frequência dos extremos hidrológicos. Os países mais pobres, segundo a agência da ONU, vão ser os mais atingidos.

Bokova disse que no Dia Mundial de Combate à Desertificação, as nações devem renovar o compromisso de apoio a soluções inclusivas e sustentáveis para o manejo dos recursos hídricos em áreas secas.

Ela afirmou que os desafios sobre a água são complexos e que as soluções devem ser igualmente multifacetadas.

A diretora-geral da Unesco explicou que essa situação pede uma inovação na forma de pensar e de cooperar para preservar os ecossistemas, assim como, para erradicar a pobreza e avançar nas questões de igualdade social.

Tags: Dia, Mundial, agência, combate, desertificação

Compartilhe: