WikiLeaks: mais jornais têm acesso a todos os despachos diplomáticos dos EUA

O jornal norueguês Aftenposten, com acesso aos 250.000 despachos diplomáticos americanos divulgados pelo site WikiLeaks com exclusividade para cinco grandes jornais, as compartilha com outros três meios - um sueco, um dinamarquês e um alemão -, declarou este domingo à AFP o diretor de um deles.

"O Aftenposten teve acesso à totalidade das notas. Trabalhamos com o Aftenposten (para) analisar estes documentos", declarou à AFP o diretor executivo do jornal sueco Svenska Dagbladet (SvD), Martin J¶nsson, acrescentando que "Die Welt (Alemanha) e Politiken (Dinamarca) também foram selecionados para esta colaboração".

O Aftenposten se nega a dizer como acessou os documentos do WikiLeaks e J¶nsson também recusou-se a fazer comentários a respeito.

O Aftenposten anunciou, no fim de dezembro, ter obtido a totalidade das 250.000 notas diplomáticas americanas que o WikiLeaks havia reservado com exclusividade a cinco grandes jornais internacionais: The Guardian (Reino Unido), The New York Times (EUA), Le Monde (França), Der Spiegel (Alemanha) e El País (Espanha).

Confirmando a política do Aftenposten de não tentar publicar a totalidade das notas, mas selecionar as mais significativas, J¶nsson disse que o volume de documentos é tão importante que é "mais fácil do ponto de vista logístico trabalhar em equipe".