Wikileaks: grande juri nos EUA examina ação contra Assange

Mark Stephens, advogado britânico de Julian Assange, revelou nesta segunda-feira que "um grande juri foi formado em segredo" nos Estados Unidos para examinar uma ação contra o fundador do site Wikileaks.

Em entrevista à rede de televisão Al Jazeera, Stephens disse que segundo as autoridades suecas, "um grande juri foi reunido em segredo em Alexandria", na região de Washington, para definir as acusações contra Assange, cujo site tem divulgado milhares de documentos secretos da diplomacia e da defesa dos EUA.

Julian Assange está preso na Grã-Bretanha, a pedido da justiça sueca, por dois casos de violência sexual.

A administração de Barack Obama tem repetido que deseja levar Assange à Justiça, com base na lei americana contra a espionagem.

A lei prevê que "qualquer um que tenha recebido ou obtido (...) de outra pessoa documento, nota ou bilhete envolvendo a defesa nacional" sem autorização é passível de processo penal.