Convocadas manifestações de apoio a Assange e WikiLeaks

MADRI - A página digital em espanhol Free WikiLeaks convocou mobilizações para este sábado em várias cidades do mundo em apoio ao fundador do site WikiLeaks, o australiano Julian Assange, que se encontra detido em Londres à espera de sua extradição para a Suécia.

Free WikiLeaks convocou manifestações às 18h local (15h de Brasília) em oito cidades espanholas, entre elas Madri e Barcelona, e também em Amsterdã, Buenos Aires, Cidade do México, São Paulo, Bogotá e Lima em outros horários, segundo seu site.

Em um manifesto intitulado "Pela liberdade, diga não ao terrorismo de Estado", Free WikiLeaks pede "a libertação de Julian Assange no território do Reino Unido" e "a recuperação do domínio do WikiLeaks".

Também pede que, "já que ninguém demonstrou a culpa de Assange pelos crimes de que é acusado, nem a organização WikiLeaks está envolvida em nenhum deles, que seja restituído o serviço nas redes de Visa e Mastercard para que a circulação de dinheiro seja feita livremente".

O site WikiLeaks publica há 13 dias milhares de documentos confidenciais da diplomacia americana e seu fundador foi preso na última terça-feira em Londres, onde aguarda seu processo de extradição para a Suécia por um suposto caso de crimes sexuais.