Rússia quer investigação dos EUA sobre crimes revelados pelo WikiLeaks

      MOSCOU - O ministério russo das Relações Exteriores afirmou nesta quinta-feira que o governo dos Estados Unidos precisa fazer uma "investigação minuciosa" sobre os crimes cometidos no Iraque e sobre os quais os americanos teriam feito vista grossa, segundo documentos publicados pelo site WikiLeaks. "Com certeza um estudo detalhado é necessário no que diz respeito ao surgimento de testemunhos sobre os assassinatos de civis inocentes, as torturas e os abusos contra prisioneiros, fatos dos quais o comando militar americano era consciente, segundo os meios de comunicação", afirma um comunicado da diplomacia russa.

"As autoridades dos Estados Unidos têm a obrigação de fazer uma investigação minuciosa, independente e transparente sobre todas as informações publicadas pelos meios de comunicação", completa a nota.

O site WikiLeaks publicou na sexta-feira da semana passada quase 400.000 documentos secretos do Pentágono que mostram que o Exército americano tolerou abusos durante a guerra do Iraque.