Novo terremoto no Japão deixa dois mortos e 100 feridos

TÓQUIO - O terremoto de 7,1 graus de magnitude que abalou na quinta-feira o nordeste do Japão deixou dois mortos e mais de 100 feridos, informou a TV estatal NHK nesta sexta.

Uma mulher de 63 anos, que precisava de assistência respiratória, morreu na província de Yamagata, e um homem de 79 anos faleceu na província de Miyagi. Ao menos 100 pessoas ficaram feridas devido ao tremor, um abalo secundário após o terremoto de 8,9 graus registrado em 11 de março, cujo tsunami devastou o nordeste do país.

As autoridades japonesas chegaram a emitir um alerta de tsunami nesta quinta-feira, cancelado posteriormente. A Agência de Segurança Nuclear afirmou que nenhuma usina da região apresentou problemas. A equipe de trabalho na central nuclear acidentada de Fukushima, mais ao sul, foi retirada do local por precaução.

O terremoto ocorreu às 23H32 (horário local) a uma profundidade de 49 km, segundo o Instituto de Geofísica americano (USGS). O epicentro foi situado no Oceano Pacífico, 66 km a leste da cidade de Sendai (província de Miyagi).

O abalo foi sentido em Tóquio, a 400 km ao sul, onde os prédios e as casas tremeram durante vários segundos. "Concluímos que o fenômeno desta quinta-feira foi um tremor secundário ao de 11 de março", declarou um porta-voz da Agência meteorológica japonesa.

Segundo a NHK, escapamentos de gás e inundações foram observadas em algumas partes da cidade de Sendai. A agência de notícias Jiji relatou cinco incêndios e 13 escapamentos de gás na cidade. Cortes no fornecimento de energia elétrica também foram registrados nas províncias vizinhas de Aomori, Iwate e Akira.