Agenda de 17 a 23 de janeiro

A semana ainda está bem discreta, com destaques para os videoconcertos e as transmissões de óperas ao vivo. Concertos ainda são poucos, mas já é uma vitória, uma vez que a temporada oficial começava, antigamente, só em março. 

O Theatro Municipal já tem novo diretor artístico, o maestro Isaac Karabtchevsky, como foi noticiado aqui na coluna, enquanto São Paulo ainda não tem a nomeação oficial do maestro John Neschling. Assim que for oficializado conto para vocês, pois muitos estão esperando esta notícia. Artistas conhecidos do público carioca ganham prêmios nos Estados Unidos, enquanto a temporada musical da cidade maravilhosa vai tomando fôlego pouco a pouco.

MUSICAL AMERICA-  Uma das mais importantes revistas americanas sobre música clássica  já escolheu os melhores músicos de 2013. 

Os premiados  receberam  seus troféus em noite de festa no Lincoln Center em Nova York e não foi surpresa para a coluna a escolha do Músico do Ano, simplesmente o mais carismático dos maestros da atualidade, o venezuelano Gustavo Dudamel, de apenas 31 anos, atual diretor musical da Orquestra Filarmônica de Los Angeles, Estados Unidos, e que tem tudo para ser o próximo regente titular da Orquestra Filarmônica de Berlin, a mais importante orquestra alemã, depois da saída já informada do diretor artístico e regente principal em 2018, o maestro inglês Simon Rattle .

Outro prêmio esperado e altamente expressivo foi concedido ao carismático mentor musical de Dudamel, o maestro José Antonio Abreu, também venezuelano, grande visionário, fundador e criador do El Sistema da Venezuela, considerado como o mais amplo projeto musical do planeta. Dr.Antonio Abreu foi escolhido como o Educador do Ano. Também fizeram parte da lista de ganhadores David Lang, como o Compositor do Ano, Wu Man como Instrumentista do Ano e a meio-soprano Joyce Didonato, que tanto encantou a platéia carioca, como a Cantora do Ano.

MARIA STUARDA – É época de alta temporada de concertos nos Estados Unidos, principalmente  de óperas, no Metropolitan Opera House, em Nova Iorque. Para sorte de todos os amantes do bel canto, a temporada oficial do MET é transmitida ao vivo, em alguns estados do país, e o Rio de Janeiro é um deles. 

No próximo dia 19, às 15h55, a Rede UCI, na Barra da Tijuca, exibirá, ao vivo e em HD, a ópera Maria Stuarda de Donizetti, que faz parte da Trilogia Tudor, composta pelo autor em torno da figura de Elizabeth I da Inglaterra. No elenco, a prestigiada mezzo-soprano Joyce Didonato dará vida ao personagem título. Elza van den Heever, mezzo-soprano, será Elizabeth I; o tenor Francesco Meli encarnará o Conde de Leicester e ainda o Coro e Orquestra do Metropolitan Opera House de Nova Iorque, todos sob a batuta do maestro Maurizio Benini. Para o melhor agendamento dos leitores, a coluna informará as datas das próximas óperas, com as transmissões no Rio de Janeiro. São elas: dia 16 de fevereiro, Rigoletto. Parsifal no dia 02 de março, Francesca da Rimini dia 16 de março e Giulio Cesare em 27 de abril. Maiores informações no site da rede: www.ucicinemas.com.br/met-opera

MÚSICA NO MUSEU – A série de concertos inaugurou sua temporada lotando o Centro Cultural Justiça Federal. Com toda chuva de terça-feira, foram realizadas duas apresentações no Iate Clube do Rio de Janeiro, levando o público ao delírio com João Carlos Assis Brasil e trio.

Em pleno verão,apesar da chuva, a série preenche, com certeza, uma lacuna ao oferecer praticamente os únicos concertos na cidade neste começo de 2013. Continuando hoje, às 18h, no Centro Cultural Justiça Federal, na Sala de Sessões,harpista Daniel Garcia, apresentando obras de Carlos Gardel, Villa-Lobos e Francisco Tárrega. Dia 18, às 18h, no Museu do Exército/Forte de Copacabana/Auditório Santa Bárbara, o pianista Marcos Leite toca obras de Lorenzo Fernandes,Tchaikovsky e Diva Lyra. Dia 19, às 11h30, no Parque das Ruínas, o Grupo Jazztopia apresenta obras de Gershwin. Dia 20, às 11h30, no Museu de Arte Moderna, o Grupo Corda executa obras de Piazzolla. Dia 23, às 12h30, no Centro Cultural Banco do Brasil, é a vez da pianista Ana Azevedo, com o saxofonista Daniel Garcia, Lipe Portinho no contrabaixo e André Tandeta na bateria mostrarem obras de Fauré, Bach e Bizet. Todos os concertos têm entrada franca.

DESAFIOS – A Série Desafios Musicais tem programação dupla no próximo sábado, dia 19. Na primeira sessão, às 14h, no Centro Cultural Justiça Federal, no confortável cinema, será exibido o belíssimo Le Tombeau de Couperin, de Maurice Ravel, assim como o Concerto para Piano e Orquestra  nº24 de Mozart, com a Orquestra de Paris,tendo como regente Paavo Järvi e como solista o pianista Andreas Haefliger. Já na segunda sessão, às 16h, na mesma sala, estão programados o Concerto para Violino e Orquestra nº1 de Prokofiev , a Ilha dos Mortos, de Rachmaninov, e o Poema do Êxtase Op.54, de Scriabin, com a Orquestra Nacional Russa, sob a regência de Mikhail Pletnev e tendo como solista o violinista Sergej Krilov. Dia 19, às 16h, no Centro Cultural Justiça Federal, com direção e comentários de Saulo Chermont. Ingressos no local.

MUSICATIVA – Marcel Gottlieb é o comentarista da Homenagem a Nelson Freire, no dia 23, às 16h, na série de palestras de sua Musicativa, no Leblon. Maiores informações,fone 2267-4056.

ERNESTO NAZARETH – Continua o Ciclo Ernesto Nazareth-150 anos, uma série de programas com gravações exclusivas sobre a vida e obra do compositor brasileiro, com depoimentos de Luiz Antônio de Almeida, biógrafo de Nazareth, contando fatos e histórias que ele sabe como ninguém.  A produção e apresentação é de Lauro Gomes. Dia 20,às 12h, na Rádio MEC-FM.