Mozart no Tom Jobim

A Ópera “Il re Pastore”, “O Rei Pastor” do célebre W. Mozart, será encenada no dia 6, às 17h, no Espaço Tom Jobim. A ópera em dois atos foi escrita e estreada em 1775, tendo o libreto do italiano Pietro Metastasio. Mozart escreveu sua obra em apenas seis semanas e conta a história de Aminta, um pastor que se recusou a sacrificar seu amor por Elisa, uma ninfa.

Um detalhe muito interessante é que o papel de Aminta foi escrito e criado para  um “castrati”, que é um cantor, um homem, com a extensão vocal super privilegiada, isto é, a voz passa de soprano, mezzo-soprano ou contralto, com esse um grande leque de extensão. No Brasil tivemos um grande contratenor ou castrati, que foi Paulo Abel do Nascimento, que tanto encantou o mundo com a beleza de sua voz e grande técnica. Suas gravações podem ser apreciadas no Youtube, mas infelizmente ele não está mais entre nós.

Voltando a nossa versão do próximo domingo, teremos a OSB Ópera e repertório, com a regência do maestro Henrique Morelenbaum, e as vozes brasileiras do tenor Jacques Rocha como Alessandro, o tenor Ivan Jorgensen como Agenore, a sopranos Chiara Santoro que viverá Aminta, Laila Oazen como Tamiri e Marina Considera como Elis.

Como a ópera foi pensada nos dois atos para ambientes naturais, como um prado e um acampamento macedônico, nada mais lindo do que ouvir belas vozes, com a maestria do maestro Morelenbaum no Espaço Tom Jobim.