Trabalhe de casa, mas não estresse os vizinhos

O conceito de trabalhar em casa está em crescimento no Brasil. Ao permitir que profissionais trabalhem em home office, as empresas podem reduzir custos. E os funcionários tornam-se mais produtivos, pois não perdem tempo no trajeto de ida e volta.

A tecnologia propiciou os recursos para que algumas empresas permitissem aos seus funcionários trabalharem em casa durante alguns dias da semana. E mesmo que não seja uma prática comum, já é possível identificar uma tendência. O crescimento dessa modalidade criou desafios para a área de RH: como motivar e gerenciar os funcionários e ainda controlar as horas trabalhadas. A Lei 15.551/2011, sancionada pela presidente Dilma Rousseff, eliminou a distinção entre trabalho remoto e o realizado na empresa.

Os aspectos relacionados ao gerenciamento de funcionários remotos já foram levantados pelas equipes de RH, mas agora, está surgindo outro desafio: os vizinhos! Em muitos condomínios residenciais em São Paulo e em outras cidades, os conflitos entre vizinhos têm um novo tema. Antes, os problemas eram restritos aos animais de estimação, festas ou o barulho das crianças. Agora, o home office também está nessa lista.

Mesmo sendo discreto ao trabalhar em casa, é provável que o fluxo de pessoas no prédio aumente. Os visitantes que chegam para uma reunião podem incomodar e gerar problemas de segurança ao profissional: sozinho em seu apartamento, por não ter o respaldo de um ambiente corporativo, e também para os moradores, uma vez que não é possível garantir a idoneidade do cliente que está entrando no prédio e com acesso ao seu interior.

Além do que, os porteiros têm que lidar com muitos visitantes e entregas; e existe a possibilidade de quebra de contrato, por conduzir um negócio em casa. De repente, a vida tranquila que se imaginava do profissional remoto, longe do estresse do transporte, é invadida por novas preocupações. Felizmente, há outras formas de melhorar o relacionamento com os vizinhos:

1.      Diminua o incômodo - em vez de agendar reuniões em casa, marque-as em outro local, como uma cafeteria ou sala de reuniões. Utilizar esses espaços para reuniões podem causar uma impressão muito melhor aos seus clientes;  

2.      Tenha seu escritório em outro local - os serviços de escritórios virtuais oferecem um endereço comercial, serviços como atendimento telefônico e de correspondências, sem a necessidade de manter um espaço físico. Assim será possível trabalhar em home office e garantir um ar mais profissional ao negócio.

3.      Trabalhe em um 'terceiro local', como um centro comercial ou em pontos de coworking. Pesquisas conduzidas com profissionais que utilizam esse terceiro local mostram entre os benefícios, a localização favorável; acesso a suporte e equipamentos e a mudança para outro ambiente que não seja o próprio lar.

*Guilherme Ribeiro é diretor da Regus no Brasil