Pelo menos cura-se a autoestima

PSORÍASE

No dia mundial de combate à incurável doença de pele, médicos fazem campanha explicativa no Rio

Luisa Bustamante

O Rio cele br a hoje, com uma campanha de conscien - tização na Cinelândia, o Dia Mundial da Luta contr a a Psoríase. T r ata-se de uma doença inflamatória da pele, sem cur a, que atinge cer ca de 2% da população m undial. P or ser congênita, não é con - tagiosa e se car acteriza por lesões a v ermelhadas cober - tas por escamas esbr anqui - çadas na camada epitelial. – Um g r ande pr oblema da psoríase é que ela afeta m ui - to a autoestima – esclar ece o dermatolo gista J oão Car los A v elleir a, coor denador r e - gional de campanha da So - ciedade Br asileir a de Der - matolo gia do Rio de J aneir o . – É uma doença que afeta o nosso maior e mais visív el ór - gão do cor po (a pele), o que ger a m uita discriminação , já que as pessoas não sa bem que ela não é contagiosa. Al - guns pacientes apr endem a lidar bem com isso , mas ou - tr os e vitam até mesmo sair de casa e se isolam. A v elleir a r essalta que um dos g r andes riscos da psoría - se seria sua possív el ligação com outr as doenças: – P er ce bemos que m uitas pessoas com psoríase desen- v olv em também doenças como a dia betes e a obesidade. P ar a o especialista, há m ui - tos f ator es e xternos que po - dem ag r a v ar o quadr o da doença. Alguns medicamen - tos, infecções em ger al, es - tr esse e doenças que afetam a im unidade aca bam sendo f ator es que aceler am a pior a das lesões na pele. – O que o paciente de v e f az er é tentar e vitar situações que possam desencadear ou pior ar o quadr o – r ecomenda A v elleir a. – P ar a isso , é m uito importante que ele conheça bem como a psoríase se comporta e tenha m uita cumplicidade com seu médico . O ideal é tr a balhar com o paciente par a que ele tenha mais qualidade de vida. O aposentado Moac yr de Oli- v eir a con vi v e com a psoríase há mais de 30 anos. Ele e xplica que, até detectar a doença, vi- sitou m uitos dermatolo gistas que diagnosticar am o caso co- mo sendo manifestações ce- borr eicas, inflamações e até caspa, antes de encontr ar um especialista que finalmente identificasse a psoríase.

cura-seautoestima

Continua na página seguinte.Ar te Sydr onio