Durante show de Kesha, baixista dos Stones toca "nos fundos"

Enquanto a cantora norte-americana Kesha se apresentava no palco Mundo do Rock in Rio nesta quinta-feira (29), o baixista dos Rolling Stones, uma das bandas mais conhecidas de rock de todos os tempos, tocava em um pequeno coreto nos fundos da Cidade do Rock. O músico Darryl Jones fez uma participação especial no show de Arnaldo Brandão, compositor brasileiro, na Rock Street.

Por volta das 21h20, horário previsto para o início da apresentação, apenas o servidor público Paulo Costa, 42 anos, estava escorado no pequeno palco. No Rock in Rio para ver Joss Stone, Jamiroquai e Stevie Wonder, Paulo mudou de rumo depois de receber uma ligação. "Estava no palco Mundo quando um amigo meu me ligou avisando que o Darryl Jones tocaria aqui", disse ele, que é fã do baixista por seu trabalho com os Stones e com o trompetista de jazz Miles Davis.

Darryl subiu ao palco para tocar as três últimas músicas da apresentação. Antes, Arnaldo - que ajudou a escrever músicas com Cazuza e Lobão - tocou músicas de sua coautoria como Rádio Blá e Ideologia. O músico americano de Chicago tomou o baixo Rickenbacker das mãos da baixista Elisa Schinner e tocou e cantou Hey Joe, de Jimi Hendrix. O músico se atrapalhou nas primeiras notas, notadamente por falta de ensaio, mas logo começou a passear pelas quatro cordas.

O show terminou com O Tempo Não Para, música do Cazuza de coautoria de Brandão, que rendeu um solo de baixo de Darryl Jones. A participação do americano não estava prevista na programação do Rock in Rio. Tudo se deu por acaso, já que estava no Rio para uma festa e tem projetos com o compositor brasileiro.