Crivella lança programa com 800 vagas em cursos de qualificação profissional

O prefeito Marcelo Crivella lançou nesta segunda-feira (30), no Teatro Carlos Gomes, no Centro do Rio, o Programa Oficina para Emprego, mais em parceria com o Senai Rio. São 800 vagas gratuitas em cursos de qualificação profissional nas áreas de tecnologia da informação, logística, gestão e alimentos. O projeto é dirigido a moradores de baixa renda.

"Quero que vocês tenham a noção que só depende de vocês amanhã serem diretor do Senai, deputado ou prefeito. Tudo isso que estamos fazendo vai valer a pena se, no futuro, a gente encontrar vocês com o diploma embaixo do braço e empregados", afirmou Crivella.

Durante o curso, o aluno receberá uma bolsa auxílio de R$ 13,60 por dia de aula. Estão sendo oferecidos oito cursos: Almoxarife, Auxiliar de Operações em Logística, Auxiliar de Cozinha, Operador de Computador, Operador de Telemarketing, Assistente Administrativo, Montagem e Manutenção de Computadores, Assistente de Produção Industrial.

"A oportunidade está lançada, ela será a mesma para 800 pessoas. Escolhemos os cursos que têm mais demanda por vagas e contamos com a experiência nessa área do Senai, que possui um índice de 70% de empregabilidade dos seus alunos. Não existe nada mais digno para uma pessoa que ter o seu trabalho", disse a secretária Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação, Clarissa Garotinho.

De acordo com Clarissa, o sucesso das inscrições foi tão grande que no prazo de uma semana foram preenchidas as 800 vagas. Há ainda um cadastro de reserva com mais de 1.600 nomes. O diretor regional do Senai, Alexandre Reis, antecipou que deve ampliar o número de vagas ano que vem.

"Esse ano não deu para oferecer mais que 800 vagas. Mas para 2018 nossa ideia é aumentar para três mil. Temos muito orgulho dessa parceria com a Prefeitura, queremos muito ver todos vocês formados e empregados".

Os cursos têm 160 horas de duração e são realizados em cinco unidades do Senai na cidade: Jacarepaguá, Maracanã, Santa Cruz, Tijuca e Vicente de Carvalho.