Com aporte inicial de R$ 2 milhões, RioZoo recebe público de mais 120 mil visitantes em dois meses

O carioca e o visitante voltaram a frequentar um espaço muito querido da cidade e os números comprovam isto. Desde que foi reaberto, no dia 16 de dezembro, o Rio Zoo voltou a seus áureos tempos e registrou um público de mais 120 mil visitantes em menos de dois meses. Isto se deve às mudanças que o parque vem recebendo desde outubro do ano passado, quando o Grupo Cataratas se tornou o novo concessionário do espaço. 

De lá para cá, além da outorga paga à Prefeitura do Rio, no valor de R$ 4 milhões, o Grupo investiu mais de R$ 2 milhões em melhorias emergenciais como pintura, drenagem dos tanques, paisagismo, melhorias dos protocolos de alimentação e cuidados veterinários do plantel de mais de 1.300 animais, além da volta dos leões — animal símbolo do RioZoo.

Estes são só os primeiros passos para as melhorias definitivas que elevarão o RioZoo a um zoológico de classe mundial, como o Zoo de San Diego, na Califórnia. De maneira resumida, saem as grades dos recintos que separam os animais do público melhorando a experiência para o visitante e provendo um ambiente adequado para os animais.

Previstos para os próximos meses, o aporte de R$ 65 milhões e o início das obras que mudarão totalmente o conceito do espaço dependem agora da decisão do colegiado da 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que decidirá amanhã, dia 9/2, às 13 horas, o futuro do Rio Zoo. No mês de outubro, uma ação popular — movida por uma pessoa física — deixou incerto o futuro da concessão e as melhorias previstas no contrato firmado entre a empresa e a Prefeitura do Rio, antiga administradora do espaço. 

O Grupo Cataratas é reconhecido por sua expertise na gestão de atrativos naturais, de conservação, educação e pesquisa como Cataratas do Iguaçu, EcoNoronha, Paineiras Corcovado, AquaRio e Marco das Três Fronteiras. Durante a concessão, serão investidos R$ 130 milhões, previstos em contrato, e a companhia devolverá à cidade, a seus moradores e visitantes um espaço completamente renovado, com importantes projetos de educação ambiental, conservação e pesquisa em parceria com instituições brasileiras de ponta.

Localizado no coração da Quinta da Boa Vista, parque imperial do bairro de São Cristóvão, o Zoológico do Rio tem uma área de 122 mil metros quadrados e um plantel de mais de 1.300 animais, entre aves, primatas, répteis, peixes e felinos.

Visitantes ganharam nova área de recreação, alimentação e Fazendinha

A nova administração do RioZoo trouxe de volta os leões, animal símbolo do Zoológico do Rio, que chegou por meio de parceria com o Zoo de Pomerode, em Santa Catarina, sem prazo para irem embora.

O Zoo também ganhou pintura, uma reforma geral nos recintos, novas áreas de recreação infantil e até uma Play Zone, com brinquedos variados, murinho de escalada e tirolesa.

Na Fazendinha, a criançada pode alimentar os animais e passear nos mini pôneis, além de entender a origem dos alimentos que consomem todos os dias. O berçário foi outro espaço revitalizado que em menos de um mês já recebeu os primeiros novos moradores, um casal de ararajubas, ave brasileira ameaçada de extinção.

Na parte de alimentação, o visitante também encontrará novidades. Uma nova lanchonete e food trucks dentro do Zoo oferecem opções variadas de lanches e refeições rápidas.