Sérgio Cabral passa aniversário na prisão

Completa 54 anos nesta sexta. Ele teria 1,8 milhão de euros em diamantes, diz investigação

As investigações da força-tarefa da Lava Jato apontam que o ex-governador Sérgio Cabral, além de dinheiro vivo, teria em cofres no exterior barras de ouro e diamantes. Os investigadores teriam encontrado 1,8 milhão de euros só em diamantes, segundo informações de O Globo. As descobertas vêm à tona no momento em que Cabral completa 54 anos - hoje, 27 de janeiro, é aniversário do ex-governador, que se encontra preso em Bangu 8.

As investigações da Operação Eficiência (desdobramento da Calicute) apontam que Cabral, seu ex-secretário Wilson Carlos e o operador Carlos Emanuel Miranda teriam ocultado em contas no exterior mais de US$ 100 milhões (mais de R$ 340 milhões). 

>> Pressionado e sem vislumbrar saída, Sérgio Cabral já estuda fazer delação

>> Patrimônio ilícito de Sérgio Cabral é um ‘oceano ainda não mapeado’, diz MPF

>> Sérgio Cabral tem crise de choro na cadeia

>> Executivos procuram a Lava Jato para antecipar o que sabem de Cabral

>> Delação de ex-secretário de Cabral mira alto escalão da Alerj e do TCE

Desse total, cerca de US$ 80 milhões eram de Cabral. O resto teria sido distribuído entre Wilson Carlos e Miranda. O empresário Eike Batista, que teve sua prisão decretada, teria pagado propina de US$ 16,5 milhões ao ex-governador — lavada na compra de uma mina de ouro.