Réveillon movimenta ocupação no interior do Rio

Hoteleiros comemoram média de 88% de lotação em cidades próximas à capital

Com percentual de 100% de ocupação hoteleira, as cidades de Arraial do Cabo e Mangaratiba se destacam entre os municípios do interior do estado do Rio de Janeiro com grande procura para o Réveillon. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (Abih-RJ), que aponta ainda o bom desempenho do interior.

Cabo Frio também chama a atenção entre os turistas que se interessam em passar a virada do ano no interior. Com mais de dez praias, a cidade aumentou em 5% a ocupação, em comparação a 2015, contabilizando 95% este ano. Já em Angra dos Reis, a diferença foi de 10%, com uma taxa de 95%. 

A Região da Serra Verde Imperial também conquistou os turistas, especialmente aqueles que procuram um clima mais ameno. Nova Friburgo registra 85% de ocupação e Petrópolis 80%. 

Para Nilo Sergio Felix, secretário de estado de Turismo do Rio, os números são resultado de intenso trabalho de promoção realizado junto aos mercados emissores de turistas.

- Mesmo com a fragilidade financeira do país, o interior do Rio de Janeiro manteve a média de ocupação hoteleira do ano passado, que foi de 88%. O setor está bastante animado com a taxa, que ainda deve crescer até o final da semana com reservas de última hora. A maior parte dos turistas vem da capital carioca, São Paulo e Minas. Entre os estrangeiros, os destaques são argentinos, americanos e franceses. Levar as peculiaridades do nosso interior para os eventos de turismo fora do país estimula a captação de novos visitantes - explica Nilo Sergio Felix.

Outras cidades do Estado também contabilizam números favoráveis. Próximo a capital, Niterói, por exemplo, se destaca com 89% da ocupação. Búzios, na Costa do Sol, registra 80% assim como Paraty, na Costa Verde.