PM apreende sinalizadores e máscaras de gás com manifestantes no centro do Rio

A Polícia Militar apreendeu nesta segunda-feira (12) 25 sinalizadores e máscaras de gás com os manifestantes que participaram de mais um ato contra o pacote de austeridade do governo do estado, que está em votação na Assembleia Legistalativa do Rio de Janeiro (Alerj).  A PM montou barreiras de revista na Rua São José e também na Rua Primeiro de Março e Avenida Rio Branco.

As pessoas que passam próximo à Assembleia Legislativa também foram revistadas pelas equipes de policiais. Os pedestres eram obrigadas a abrir bolsas e mochilas para verificar se a pessoa carregava rojões ou outro tipo de artefato como os usados na semana passada, em que até a igreja de São José foi invadida por manifestantes e policiais da tropa de choque da PM.

Na ação desta segunda, a Polícia Militar informou que um homem foi detido com uma mochila contendo pedras. Ele foi encaminhado à 9ª delegacia policial, no bairro do Catete. Durante a revista foram apreendidos também 25 sinalizadores, além de máscaras de gás.

Policiais dos batalhões de Choque, de Ações com Cães e do Policiamento em Grandes Eventos ficaram nas proximidades da Alerj e nas escadarias de acesso à casa legislativa para evitar que os manifestantes se aproximassem do portão principal. Devido às manifestações, pela manhã muitas lojas comerciais fecharam as portas por medida de segurança.

Pacote

Hoje não houve votação das medidas de economia propostas pelo governo do estado. A Alerj transferiu para quarta-feira (14) a votação da proposta para aumentar a contribuição previdenciária de servidores e pensionistas. Outros três projetos também tiveram votação adiada para quarta, e a presidência da casa afirma que a medida pretende dar mais tempo para negociação.