Polícia identifica e decreta prisão de autores de latrocínio de policial federal

O Delegado de Polícia Brenno Carnevalle da Delegacia de Homicídios da Capital (DH) informou que, após representação da Polícia Civil, foram decretadas pela Justiça as prisões de Diogo Costa das Neves, de 20 anos, e Gérson Pereira da Silva, de 25 anos.  

De acordo com as investigações, os dois criminosos são apontados como autores do roubo seguido de morte (latrocínio) do policial federal Jorge Henrique Santos de Oliveira. O crime aconteceu na última semana, no dia 31 de outubro, em Thomaz Coelho. 

Na última quinta-feira, policiais civis da 44ª Delegacia de Polícia - Inhaúma, sob coordenação do Delegado de Polícia Roberto Ramos, e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) realizaram ação policial na Comunidade da Galinha com o objetivo de verificar informações de inteligência para cooperar com a investigação da morte do referido policial federal, realizada pela DH. Durante a ação, foi localizada e apreendida a motocicleta usada pelos suspeitos, bem como foram abordados  dois indivíduos e conduzidos à 44ªDP. 

Na delegacia, foi verificado que um dos conduzidos, Leandro Vinícius Teixeira de Araújo, conhecido como Pernoca, possuía contra ele mandado de prisão, o qual foi cumprido. 

Prosseguindo com as investigações, através do trabalho integrado desenvolvido pela Delegacia de Homicídios e pela 44ª Delegacia de Polícia, apurou-se que os autores do latrocínio seriam Diogo Costa das Neves e Gérson Pereira da Silva.

O Delegado Brenno então representou pela decretação da prisão dos dois criminosos, medida deferida. Diogo e Gérson estão foragidos.

Quem tiver qualquer informação sobre a localização dos dois criminosos pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cidadão - CAC pelos telefones (21) 2334-8823 e 2334-8835 ou pelo chat httpss://cacpcerj.pcivil.rj.gov.br. A denúncia também pode ser feita ao Disque Denúncia pelo telefone 2253-1177.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais