Transportes e vias públicas apresentarão mudanças durante Paralimpíada

Linha Amarela não haverá faixa olímpica e reversível e linha 4 do metrô voltará a funcionar

A Paralimpíada terá um esquema de trânsito bem diferente ao utilizado na Olimpíada. A Linha Amarela não haverá faixa olímpica, alguns acessos à via estarão fechados e não haverá reversível.

O metrô funcionará até 0h. O embarque na estação de metrô do Jardim Oceânico será permitido até 1h da manhã. Não será preciso o bilhete único especial, apenas o ingresso do jogos.

Entre os dias 7 e 18 de setembro, serão montadas diversas operações de trânsito especiais na cidade. No Forte de Copacabana ocorrerão as provas de Triatlo nos dias 10 e 11 de setembro e de Maratona no dia 18 de setembro. 

As operações especiais contemplam pontos de bloqueio, proibição de estacionamento, rotas alternativas, acessos dos pedestres e logística operacional. As provas de Triatlo têm como circuito a Av. Atlântica entre Francisco Otaviano e a Praça Almirante Júlio de Noronha, no Leme, em ambos os sentidos. 

A operação no bairro de Copacabana será iniciada às 22h de terça-feira, dia 6 de setembro, com o bloqueio da pista junto à orla da Avenida Atlântica, entre a Rua Francisco Otaviano e a Rua Miguel Lemos, e tem previsão de término às 7 horas da manhã do dia 12 de setembro, segunda- feira, com a liberação da pista junto à orla da Atlântica.

Painéis de mensagens variáveis - entre fixos e móveis - que informarão sobre as alterações no trânsito, rotas alternativas e sobre as condições do tráfego. Além disso, reboques da CET-RIO serão posicionados nos arredores para desobstrução das vias em caso de acidente ou quebra de algum veículo.

O Centro de Operações do Rio irá monitorar toda a área do evento, permitindo que técnicos da CET-RIO implantem ajustes na programação dos semáforos com o objetivo de garantir a fluidez do trânsito e adaptá-lo às novas condições após a implantação dos bloqueios do circuito.

Nesta quarta-feira começaram a valer as faixas olímpicas prioritárias na Avenida Brasil, Ilha do Fundão e nos BRSs de Copacabana, Ipanema e do Centro (Avenida Presidente Vargas, Salvador de Sá, Frei Caneca, Henrique Valadares, entre outros).

Na Avenida Salvador Allende e na Avenida Abelardo Bueno as faixas dedicadas serão implementadas a partir deste domingo (4).

Até o dia 18 de setembro, diversas vias da cidade ficarão com uma faixa de tráfego dedicada à Família Paralímpica, ligando as diversas regiões de competição com a Vila dos Atletas. Assim como no período dos Jogos Olímpicos, a principal finalidade das faixas é minimizar intercorrências no tempo de viagem dos competidores.