Paes celebra sucesso dos Jogos e organização com custos baixos

O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira para falar sobre a bem-sucedida realização dos Jogos Olímpicos. E em meio a satisfação com a boa organização do evento, o político destacou a possibilidade de se ter realizado obras com poucos recursos públicos, que tiraram menos dos cofres do governo do que Olimpíadas anteriores, como a de 2012, em Londres.

"Eu disse no início que iríamos superar Barcelona. Fizemos muito mais, em termos de mobilidade, revitalização do Centro. Foram os Jogos da economia de recursos. Cerca de 60% vieram do setor privado. O Estádio Olímpico de Londres custou mais que todas as nossas arenas em dinheiro público. Dissemos que faríamos os Jogos sem custo alto aos cofres e sem elefante branco. Isso mostra que, no Brasil, se pode fazer, sim, obra pública respeitando prazo e dinheiro público", ressaltou Paes.

O prefeito ainda lembrou que, apesar da ameaça do zika vírus ter amedrontado turistas e até mesmo atletas que desistiram de competir, o problema não foi registrado durante o evento.

"Houve muito alarmismo antes dos Jogos. Quero lembrar que foi muito mais seguro para não pegar zika ficar no Rio do que ir para Miami", disse.

Em celebração ao sucesso dos Jogos do Rio, com cerimônias e instalações recebendo elogios, Paes se mostrou grato ao brasileiro, e sobretudo, ao povo carioca, que conseguiu tornar o evento especial apesar das dificuldades iniciais.

"O sentimento é de agradecimento aos cariocas. Mostramos uma enorme capacidade de entrega, de fazer acontecer. Sempre ouvimos que os cariocas são marcados pelo jeitinho, improviso. Jogos mostraram enorme capacidade de organização, nossa capacidade de solucionar problemas. Isso é uma característica de povo, do nosso país. Enorme sucesso do nosso projeto é nossa capacidade do povo brasileiro", finalizou o político.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais