Câmara Municipal faz ato pela volta da CPI dos Jogos Olímpicos do Rio

Autor do pedido de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os gastos dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o vereador Jefferson Moura (Rede) vai realizar nesta terça-feira (23), a partir das 12h, um ato público na escadaria da Câmara Municipal pela continuidade da comissão. Atualmente, a CPI está paralisada na Justiça.

Para o vereador, não há motivos para não dar transparência aos gastos com a Olimpíada na cidade. "A CPI é legítima e a apuração é uma exigência dos cariocas, que querem saber como e onde os recursos públicos foram aplicados", argumentou Moura.

Em julho, o Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) julgou improcedente um recurso do presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Felippe (PMDB), que argumenta ser a CPI da Olimpíada uma ameaça à ordem pública e que ela não teria objeto determinado. Com a decisão, a Comissão ganhou legitimidade para apurar as irregularidades, amplamente denunciadas pelos veículos de comunicação. Seu funcionamento, porém, ainda depende de decisão da 7ª Vara de Fazenda Pública. 

Durante o ato, o vereador vai apresentar um relatório com as peças jurídicas - as próprias e o que caracterizou como "manobras políticas" da base governista da Câmara, além das denúncias levantadas e divulgadas pela grande mídia. Fazem parte do mini dossiê, os erros de projeto e de execução da Ciclovia Tim Maia; as obras realizadas sem licitação; o favorecimento de empreiteiras envolvidas na Lava-Jato; as denúncias de superfaturamento e a falta de transparência, cobrada, inclusive, pelo Ministério Público Federal.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais