Detro aplicou mais de 1,6 multas em março

Em três meses, 5.418 multas foram aplicadas e 2.529 veículos retirados de circulação

No mês de março, a fiscalização do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), vinculado à Secretaria de Transportes, aplicou um total de 1.624 infrações e registrou 690 recolhimentos, entre veículos sem autorização para realizar transporte de passageiros e ônibus e vans intermunicipais da frota regular flagrados sem condições de tráfego.A principal irregularidade flagrada pelos agentes nas ruas foi o transporte de passageiros sem autorização do poder concedente. 

Nas ações diárias realizadas em todo o estado, as equipes recolheram 567 veículos, sendo 138 vans, 15 ônibus e 414 kombis, táxis e carros de passeio flagrados realizando lotada.Paralelamente, os fiscais realizaram ações específicas para verificar as condições da frota regular. Como resultado, 40 coletivos e 83 vans foram retirados de circulação. Os agentes ainda aplicaram outras 93 multas nos ônibus regulares e mais 29 infrações em vans intermunicipais.

O Detro segue intensificando suas ações em todo o estado. Nos primeiros três meses do ano, 5.418 multas foram aplicadas e 2.529 veículos retirados de circulação.

Ouvidoria

Para atingir bons resultados nas ações de fiscalização, o Detro vem apostando cada vez mais na interação com os usuários do transporte intermunicipal. Além das operações de inteligência, o órgão utiliza as denúncias recebidas na sua Ouvidoria para direcionar as fiscalizações.Somente em março, a Ouvidoria totalizou 1.239 registros, sendo os itens mais reclamados: horário irregular (232), não parar no ponto (207) e má conservação de veículos (149).

Para participar, ao entrar em contato com a Ouvidoria, os cidadãos devem informar a irregularidade, a linha do ônibus ou van intermunicipal e o número de registro do veículo (após a sigla RJ) que cometeu a infração, por meio do telefone da (21) 3883-4141 ou pelo WhatsApp Fale Detro (21) 9-8596-8545.Denúncias contra transporte sem autorização também podem ser feitas por meio destes canais.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais