Evento vai apontar o melhor queijo produzido no estado do Rio

Cooperativas agropecuárias, laticínios em geral e agroindústrias familiares fluminenses terão a oportunidade de participar do 1º Concurso Estadual do Queijo, que acontecerá durante o 4° Encontro Tecnológico Panis et Lactis. O evento, de 21 a 23 de outubro, é promovido pelo Instituto GPA (Grupo Pão de Açúcar), em parceria com o NATA (Núcleo Avançado em Tecnologia de Alimentos), escola estadual de ensino médio integrado para formação nas áreas de panificação, leite e derivados.

Somente poderão participar produtos com registro de inspeção sanitária. Especialistas e notáveis do setor farão a degustação dos lácteos inscritos, sem identificação dos fabricantes. A premiação ocorrerá durante o encerramento do encontro tecnológico, contemplando as seguintes categorias: queijo Minas padrão, doce de leite pastoso e queijo artesanal, esta última para pequenas agroindústrias familiares.

Além da conquista do título de melhor produto fabricado no estado, os vencedores também terão acesso ao setor comercial do Grupo Pão de Açúcar para possíveis negociações.

"É mais uma oportunidade para o reconhecimento da qualidade da produção láctea do Rio de Janeiro, incentivada pelo Programa Rio Leite- do governo do estado, responsável pela reestruturação de toda a cadeia leiteira fluminense", frisou Christino Áureo, secretário estadual de Agricultura.

O 4º Encontro Tecnológico Panis et Lactis visa promover e divulgar informações tecnológicas, de gestão e marketing; transferir conhecimentos e avanços na promoção da saúde, da nutrição, da qualidade de vida e cidadania; bem como no desenvolvimento de tecnologias agrícolas, tanto tradicional como familiar, industriais, comerciais e sustentáveis dos recursos utilizados.

O evento é voltado para profissionais das áreas de processamento e manipulação de alimentos, atuantes nos setores de novos produtos, industrialização, qualidade, microbiologia, físico-química, varejo, entre outros; profissionais de redes de hotéis, restaurantes e supermercados; profissionais das empresas produtoras e fornecedoras de insumos para estas áreas; professores e técnicos de universidades, escolas e instituições de ensino, pesquisadores; pós-graduandos (mestrandos e doutorandos); estudantes de Laticínios, Panificação e Confeitaria e afins.