Agentes da Operação Lei Seca participam de comemorações em Rondônia

Os agentes da Operação Lei Seca (OLS), da Secretaria de Estado de Governo do Rio de Janeiro, participaram das comemorações pelos três anos de implantação, em Rondônia, de atividades para combater a mistura de álcool e direção. Para celebrar a data, a Operação Lei Seca de Rondônia e o Detran realizaram na quinta-feira (16/7), na capital Porto Velho, palestras educativas com a presença da coordenação da Lei Seca do Estado do Rio de Janeiro e de Santa Catarina.

O evento contou com a participação de cerca de 200 pessoas, entre agentes municipais de trânsito, Policiais Militares, funcionários do Detran e estudiosos do trânsito.O público pôde compartilhar um pouco mais dos conhecimentos adquiridos ao longo da implantação da operação nos estados de Rondônia, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

O primeiro palestrante do evento foi o representante da Operação Lei Seca do Rio de Janeiro, major Marcelo Abel da Rocha. Ele apresentou dados com base em números que demonstram expressivamente a redução de acidentes automobilísticos envolvendo pessoas alcoolizadas no Estado do Rio de Janeiro e defendeu que a sociedade organizada pode fazer a diferença na conscientização da população.

Para mostrar a gravidade da mistura de álcool e direção, a agente de trânsito do Rio de Janeiro Ana Paula Constâncio relatou o acidente que a colocou em uma cadeira de rodas. Sua vida mudou por completo há alguns anos, quando um motorista embriagado a atropelou durante o dia.

 Após a recuperação do acidente, a agente se juntou à equipe de Operação Lei Seca do Rio de Janeiro, onde demais vitimas de trânsito trabalham em ações de conscientização da população do Rio.

Para o Diretor Executivo de Operações do Detran, Hugo Correia, os resultados demonstram a força do trabalho feito em parceria com a Policia Militar, de fiscalizar e orientar os condutores do Estado. "Temos que comemorar os números, pois a cada ano eles diminuem devido ao trabalho incansável de nossos agentes e Polícia Militar", disse o diretor.