Tiroteiro perto da estação do metrô em Irajá deixa seis feridos

Seis pessoas ficaram feridas durante uma troca de tiros na noite desta quinta-feira (25/6), próximo ao Metrô de Irajá, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O pastor José de Souza Campos, de 78 anos, ocupava um coletivo que passava pelo local e foi atingido por uma bala perdida na mão, mas o projétil atingiu a aliança. Três suspeitos foram baleados. A ação teve início com uma perseguição policial, que causou pânico nos moradores e pessoas que transitavam pelo local. 

A perseguição começou na Avenida Brasil, no momento que Policiais Militares avistaram quatro criminosos que ocupavam dois veículos roubados. Um dos veículos usados pelos bandidos, foi atingido por vários tiros e o motorista colidiu após ser baleado na perna. O homem conseguiu abandonar o carro e roubar um outro para fugir do local. A cabine da PM instalada no local foi atacada a tiros. Os dois carros roubados em que os criminosos estavam foram apreendidos. Duas pistolas foram encontradas pelos policiais.

As vítimas de balas perdidas, entre elas dois taxistas, foram levadas para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, também na Zona Norte. A estação de metrô de Irajá ficou fechada por cerca de dez minutos. O caso foi registrado na 39ª DP (Pavuna).