Aplicativo 'Resolve Aí' terá que se explicar na Alerj 

Com a finalidade de apurar denúncias recebidas em relação ao funcionamento do aplicativo "Resolve Aí", utilizado no aeroporto Tom Jobim, no Galeão, o deputado Dionísio Lins (PP), vice-presidente da Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa realiza nesta segunda, às 10h30, na sala 316 do Palácio Tiradentes, Audiência Pública onde serão ouvidos os representantes pela administração do aplicativo. 

Também estarão presentes os secretários estadual e municipal de Transportes, representantes do Ministério Público, Detro, Detran e diretores de cooperativas de táxis.

"Queremos saber, por exemplo, de onde partiu a autorização para que o aplicativo Resolve Aí loteasse áreas como aeroportos e shoppings. Outra dúvida diz respeito de como é feito o cadastramento dessas pessoas, se pelo site, na sede da empresa, quais os critérios adotados para que o motorista faça parte da frota e se houve licitação para que o aplicativo ocupasse essas áreas. Tudo isso é importante que seja esclarecido, já que envolve a profissão legalizada de taxistas, regulamentada desde 2013 através da lei n° 6504. Todo mundo tem o direito de trabalhar, mas de forma legal", pondera o parlamentar.