Terceirizados não voltam ao trabalho e unidades da UFRJ seguem paralisadas

Cursos como os de Arquitetura e Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) decidiram manter a paralisação até, pelo menos, a próxima sexta-feira (22). Na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) as atividades de limpeza não voltaram à normalidade, assim como em todo o prédio, que engloba também a Escola de Belas Artes (EBA), segundo comunicado divulgado pela FAU na tarde desta quarta-feira (20).

A versão oficial, tanto da UFRJ quanto da Qualitécnica, responsável pela prestação de serviços terceirizados à instituição, é a de que os pagamentos a todos os funcionários terceirizados foram efetuados integralmente na terça. 

Em reunião na Escola de Comunicação (ECO), no campus da Praia Vermelha, na Urca, na manhã desta quarta-feira, pessoas que mantêm contato com os terceirizados alegaram que nem todos haviam recebido os vencimentos atrasados, e outros receberam apenas parcialmente. Procurada para esclarecer a informação, a representante dos funcionários, Therezinha Costa, disse que irá procurar os trabalhadores para a confirmação na manhã desta quinta-feira (21).

A reunião na ECO contou com a presença do diretor da unidade, Amaury Fernandes, professores e alunos, que também decidiram pela manutenção da paralisação até a próxima sexta-feira. Na reunião, os professores da ECO assinaram também uma carta manifestando apoio à pauta da assistência estudantil que será discutida em reunião do Conselho Universitário (Consuni) na manhã desta quinta-feira (21), com a presença do reitor Carlos Levi.