Preso mais um fraudador da previdência social em Caxias

Policiais da 59ª DP (Duque de Caxias) prenderam, nesta quarta-feira (28/1), Jair Almagro da Silva, quando iria sacar um benefício no valor de R$ 744 de uma agência do banco Itaú na Praça Humaitá, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, usando documentos falsos.

O criminoso foi abordado pelos policiais e apresentou documentos falsos em nome de Ricardo Ribeiro. Segundo os policiais, Jair já fraudou R$ 300 mil no banco Itaú. Foram apreendidos com ele registro de identidade com foto, CPF, e o cartão do banco, comprovante de cálculo para recebimento da previdência social.

Também foram apreendidos mais sete documentos em que seriam criados outros benefícios fraudulentos também em nome de pessoas que não existem. No dia 23 de dezembro do ano passado, os policiais da 59ª DP prenderam Maria Aparecida de Paula, que fraudou RS 500 mil no banco Itaú.

Os policiais apuraram que a quadrilha é compartimentada, e existem diversas pessoas que executam uma tarefa específica. Um integrante do bando escolhe o nome falso, dados cadastrais, endereço, nascimento, filiação e demais dados do documento que será falsificado.

Em seguida é feita a escolha da pessoa que vai ao banco para retirar o beneficio, tirando sua foto e colocando no documento falso. Depois, o escolhido vai até o Correio, de posse da identidade falsa, e cria um CPF, de uma pessoa que não existe. Então, a Receita Federal cria um CPF para ela.