Operações da PM apertam o cerco ao tráfico de drogas no subúrbio do Rio

A Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro vasculhou hoje (22) algumas comunidades do subúrbio carioca sem unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), com o objetivo de combater o tráfico de drogas, e acabou apreendendo 370 quilos (kg) de maconha, além de armamentos e munição, com recuperação de veículos roubados e prisões.

As operações na zona norte da cidade atingiram comunidades próximas ao Morro do Juramento, em Thomaz Coelho, onde, segundo a polícia, na última sexta-feira (16), traficantes de facções rivais disputaram o território polo controle do tráfico de drogas. Lá, os agentes apreenderam três carregadores de fuzil, um colete balístico e oito máquinas caça níquel, além de recuperarem quatro carros e sete motos.

No morro vizinho, chamado Juramentinho, três homens suspeitos de envolvimento com o tráfico foram presos, e com eles a PM encontrou um fuzil, duas pistolas, um rádio transmissor, um celular e 12 tabletes de maconha, além de material para embalagem da droga.

Na comunidade do Morro da Primavera, na mesma região, os policiais encontraram 290 kg de maconha, com o apoio de um cão farejador, e detiveram um homem que estava com mandado de prisão em aberto, por tráfico de drogas. Também na zona norte, os policiais prenderam no Morro do Urubu, seis suspeitos de tráfico de drogas, uma granada e seis pistolas, além de drogas ainda não contabilizadas.

Agentes da PM também foram à zona oeste do Rio, e na comunidade do Rola, em Santa Cruz, onde um homem que estava em um ponto de ônibus foi ferido -- em condições ainda não esclarecidas - e socorrido ao Hospital Pedro II, mas a PM não divulgou o estado de saúde dele. Os agentes também estiveram na Vila Vintém, em Bangu, e apreenderam cerca de 80 kg de maconha em tabletes. Na ação, dois suspeitos foram conduzidos para a delegacia.