Coronel preso com mais de 350 quilos de maconha é levado para Batalhão da PE

O coronel reformado do Exército, preso na madrugada de sábado pela Polícia Federal com mais de 350 quilos de maconha, no pedágio da Rodovia Rio-Petrópolis, foi levado para o Batalhão da Polícia do Exército, onde ficará à disposição da Justiça comum.

O militar, de 56 anos, mora na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A mulher que estava com ele no carro reside em Jacarepaguá e tem 49 anos.

A droga estava escondida em um fundo falso dentro de um utilitário usado pela dupla. O militar costumava deixar uma farda pendurada num cabide no interior do furgão com a finalidade de tentar inibir possíveis revistas policiais. Estava com uma pistola calibre 380 sem registro sendo autuado também por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. A operação da PF contou com o auxílio de um cão farejador.

O entorpecente seria proveniente do Paraguai, e a Polícia Federal investiga a suspeita de que seria distribuída em comunidades do Rio e também de Niterói.

O coronel preso foi encaminhado inicialmente ao Comando Militar do Leste e sua mulher ao Presídio Nelson Hungria, no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu. Responderão  por tráfico de drogas, cuja pena varia de 5 a 15 anos de reclusão.