Delegacia móvel do Maracanã registra apenas furtos

Instalada ao lado do Maracanã para atender ocorrências envolvendo as pessoas que se dirigiam ao jogo entre França e Equador nesta quarta-feira, a delegacia móvel registra apenas casos de furto. Muitos torcedores se frustravam ao descobrir que precisavam ir até as delegacias próximas.

Era o caso do inglês Alan Edgar, 46 abos. Ele diz ter negociado via Facebook um ingresso com amigos franceses. Ao encontrá-los no metrô para pegar a entrada, foi confundido com um cambista e detido por policiais à paisana. Edgar reclamava que os policias não falavam francês ou inglês. "Sou um fã de futebol, está é minha quinta Copa do Mundo. Isso nunca tinha ocorrido", diz.

O inglês tentou explicar, em vão, a situação aos policiais. Após quase quarenta minutos esperando por uma solução, foi para a 20º Delegacia de Polícia. Na delegacia móvel, a reportagem localizou apenas um inspetor que falava inglês.

Segundo a delegada responsável pelo posto móvel, Débora Rodrigues, os casos de mais complexidade estão sendo encaminhados para delegacias próximas para agilizar o atendimento. Policiais que trabalhavam no local reclamavam do procedimento.