Homenagem a São Sebastião reúne fiéis em ato simbólico em Copacabana

No dia do padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, um grupo de fiéis, devotos e simpatizantes de São Sebastião esteve reunido na Praia de Copacabana para uma homenagem ao Santo, seguida de um ato simbólico de protesto contra a violência e em prol das vítimas assassinadas.

Os participantes fizeram um minuto de silêncio para pedir melhoras na atual situação de desleixo da saúde no Rio de Janeiro, onde milhares de pessoas padecem nas filas dos hospitais.

Segundo a médica Angela Tenório, uma das organizadoras do encontro, o ato foi para  homenagear o padroeiro e a cidade do Rio de Janeiro, tão castigada pela violência urbana e falta de estrutura nos hospitais públicos. "São Sebastião foi um bravo soldado romano e sua única intenção era lutar contra as injustiças dos poderosos de Roma contra o povo. Acabou sendo morto, mas sua luta se perpetuou. Estamos unidos neste propósito, pois o Rio  necessita das bênçãos  para combater os males que o cercam", disse a médica.

Foram distribuídas 3 mil medalhinhas e santinhos de São Sebastião à população como uma simbologia de fé e de luta por uma cidade mais humana, com condições dignas de saúde e combate à violência.