Caso de menino morto por manicure tem primeira audiência em Barra do Piraí

A manicure Suzana do Carmo de Oliveira Figueiredo, que teria confessado o assassinato do menino João Felipe Bichara, 6 anos, irá prestar depoimento nesta quarta-feira na 1ª Vara Criminal de Barra do Piraí (RJ) durante a audiência de instrução de julgamento. Outras 14 testemunhas, arroladas pela acusação e pela Defensoria Pública, também serão ouvidas. 

A audiência está prevista para começar às 12h30. Suzana responde pelos crimes de homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, sem chances de defesa e meio cruel – e tentativa de ocultação de cadáver. Ela irá falar após o depoimento das testemunhas. ?

De acordo com a denúncia do Ministério Público, João Felipe foi sequestrado e morto pela manicure da mãe dele no dia 25 de março deste ano. A criança foi retirada da escola pela acusada e levada para um hotel no centro de Barra do Piraí, onde acabou morta. O corpo foi encontrado pela polícia na casa de Suzana, dentro de uma mala. 

Em uma audiência de instrução e julgamento, a sentença não é dada no mesmo dia. Após os depoimentos e o interrogatório, as partes têm um prazo para apresentar suas alegações finais e o juiz tem outro prazo para proferir a sentença. No caso da manicure, ela poderá ir a júri popular.