Polícia atende reivindicações de manifestantes que ocupam Câmara do Rio

Os manifestantes que desde a manhã de hoje (9) ocupam o plenário da Câmara de Vereadores do Rio se reuniram por mais de uma hora com o negociador da Polícia Militar (PM), o coronel Mauro de Andrade. A retomada das negociações só foi possível porque a PM atendeu às exigências dos ativistas que pediram o restabelecimento da luz no plenário, água, alimentação e acesso aos sanitários.

Os manifestantes também pediram que o presidente da Câmara, vereador Jorge Felippe (PMDB), mantenha um diálogo direto com o grupo ou designe uma comissão de negociação. Também participaram da reunião os vereadores Paulo Pinheiro, Jefferson Moura, Renato Cinco e o deputado federal Chico Alencar, todos do PSOL.

Segundo Renato Cinco, o presidente da Câmara concordou em se reunir com os manifestantes na próxima terça-feira (13), desde que o prédio seja desocupado. O grupo de ativistas prossegue em assembleia, no plenário, decidindo o que fará nas próximas horas. Manifestantes também estão concentrados no lado de fora do Palácio Pedro Ernesto, na Cinelândia, em apoio aos que ocupam o plenário.

O coronel Mauro de Andrade determinou que o efetivo deixe o local, com exceção de uns poucos policiais, entregando a tarefa de segurança do prédio da Câmara para a Guarda Municipal.