Confrontos na porta de Cabral deixam três PMs feridos e seis pessoas presas

Três policiais militares ficaram feridos e seis pessoas foram presas durante a manifestação desta quinta-feira em frente ao prédio onde mora o governador Sério Cabral, na Rua Aristides Espínola, no Leblon. Segundo nota oficial da PM, cerca de 200 agentes dos batalhões da capital fizeram a segurança da manifestação, isolando a área, e permaneceram parados em linha durante toda o protesto.

De acordo com a PM, em nenhum momento houve qualquer tentativa de impedir o direito de se manifestar, mesmo diante de provocações e ofensas.

Por volta das 23h40, a tropa da PM foi atacada a pedradas pelo grupo que usava máscaras e tentou romper o cordão de isolamento. Após serem atacados, os policiais usaram spray de pimenta e bombas de efeito moral pra dispersar o grupo. Três promotores de Justiça Estadual acompanharam e consideraram legítima a ação da PM.

Três policiais militares ficaram feridos na cabeça, dentre eles um tenente que comandava parte da tropa. Seis pessoas foram presas após a ação do Batalhão de Choque, que foi acionado como reforço.