Romário diz que 'pensa na possibilidade' de concorrer ao governo do Rio

O ex-jogador e deputado federal Romário (PSB-RJ) cogitou pela primeira vez nesta terça-feira a possibilidade de concorrer ao governo do Estado do Rio de Janeiro nas próximas eleições. Pesquisa do Datafolha apontou que o nome do parlamentar aparece com 8% das intenções de voto dos eleitores fluminenses, empatado em quarto lugar com o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). “Diante destes 8%, apontados pela pesquisa Datafolha, e em respeito a essas pessoas, já começo a pensar nesta possibilidade”, disse Romário em seu perfil no Twitter.

Até então, o parlamentar descartava a hipótese de se candidatar a governador. “Já havia declarado que não concorreria ao cargo, mas prometo avaliar melhor”, disse. Romário também agradeceu “imensamente” à população do Rio, que indicou seu nome. “Certeza que são pessoas que têm acompanhado com atenção meu trabalho na Câmara dos Deputados”, disse.

Faltando menos de um ano e meio para a eleição estadual do Rio de Janeiro, a disputa pela cadeira de Sérgio Cabral (PMDB) tem empate entre os candidatos mais bem colocados, segundo o levantamento do Datafolha. Dividem a liderança Lindbergh Farias (PT), Cesar Maia (DEM) e Anthony Garotinho (PL), com respectivamente, 17%, 15% e 15% das intenções de voto. A seguir aparecem Romário e Pezão (PMDB), com 8% cada um, e Miro Teixeira (PDT), com 6%. Indecisos alcançaram 7%, e votos em branco ou nulo 23%. O petista se destaca entre os mais jovens, onde alcança 26% das intenções de voto. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.