PM apresenta esquema especial de segurança

Aparato é para evitar cenas de violência nos eventos programados para os próximos dias

A Polícia Militar montou um esquema especial de segurança para as manifestações programadas para esta quinta-feira (27/06) e domingo (30/06), quando será realizada a disputa final da Copa das Confederações. Batalhões do Centro e São Cristóvão, agentes do Choque e da Polícia Nacional foram escalados para dar apoio à cúpula da Segurança, patrulhando e monitorando os pontos de eventos na cidade. 

O Rio contará com uma tropa de 500 policiais do Batalhão de Choque nesta quinta. Policiais dos batalhões do Centro e São Cristóvão serão divididos em grupos, que vão percorrer as ruas do Centro em viaturas e a pé. Para o domingo, 2.500 PMs vão fazer o patrulhamento no entorno do Maracanã, onde acontecerá o jogo do Brasil pela final da Copa das Confederações e mais nos locais de manifestações, que vem sendo convocadas pelas redes sociais. Agentes de sete Comandos de Policiamento de Áreas da Polícia Militar e da Polícia Nacional estão nesse contingente. Policiais do grupamento de moto e carro de comando e controle do Batalhão de Choque vão monitorar os pontos mais movimentos, enviando imagens para a cúpula da Segurança. 

Patrulhas, escudos, carros blindados e armamento não letal que a PM recebeu essa semana serão alguns dos aparatos que vão dar suporte ao esquema tático. A PM fará patrulhamento aéreo, com um helicóptero. A corporação não deve utilizar a cavalaria, que na última manifestação formou um cordão de isolamento em frente ao prédio da prefeitura e foi alvo de bombas lançadas por vândalos.

A caminhada da semana passada reuniu mais de um milhão de pessoas e deixou o saldo de 40 feridos. Grupos isolados agiram com violência e foram repreendidos pela PM.