Sobe para nove o número de mortos na operação do Bope na Maré

Subiu para nove o número de mortos durante operação do Bope na Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, que começou na noite desta segunda-feira (24) após arrastão na Avenida Brasil. Até o início da tarde nove pessoas foram presas e um menor detido. Pelo menos nove ficaram feridas.

Entre os mortos estão o sargento do Bope Ednelson Jerônimo dos Santos, de 42 anos, um morador da Maré e seis criminosos. Um homem morreu no hospital.

Mais de 10 mil papelotes de cocaína já foram apreendidos, além de maconha, quatro fuzis, duas submetralhadoras e uma metralhadora, cinco pistolas, colete à prova de balas, dois carros, cinco motos e uma carcaça de veículo. 

>> Polícia reforça esquema de segurança no Complexo da Maré

Durante a operação nesta terça-feira foi preso Edvan Ezequiel Bezerri, o Ninho, acusado de matar o sargento Ednelson Jerônimo dos Santos.

O Bope colocou 100 homens no Complexo da Maré na manhã desta terça-feira para tentar capturar os responsáveis pelas mortes. Durante o arrastão, os criminosos atearam fogo em pilhas de lixo e montaram barricadas para interromper o trânsito na avenida Brasil na altura de Manguinhos. O grupo chegou a jogar pedras nos carros, num cenário de terror. Muitos motoristas tentaram fugir pela contramão.

As ocorrências foram registradas na 21ª Delegacia de Polícia (Bonsucesso) e na 37ª DP (Ilha do Governador).  

Com Portal Terra