Passeata que saiu da Rocinha encontra manifestantes acampados no Leblon

Os manifestantes que saíram da comunidade da Rocinha em passeata, por volta das 17h, e receberam, posteriormente, o apoio de moradores do Morro do Vidigal, chegaram ao ponto final da caminhada: o bairro do Leblon, na zona sul da cidade, onde mora o governador do estado, Sérgio Cabral.

Lá, por volta das 19h30, eles se encontraram com um grupo que está acampado em frente ao prédio onde vive o governador e, todos juntos, cantaram o Hino Nacional. A rua está cercada por grades e por cordões de isolamento formados por policiais militares.

O percurso, de cerca de 5,5 quilômetros, foi todo percorrido pacificamente, sem registro de qualquer anormalidade. Os policiais que faziam a segurança acompanharam toda a caminhada e não houve, em nenhum momento, necessidade de intervir. 

Um aspecto que chamou a atenção foi a presença de grande número de crianças, alunas do ensino fundamental, na passeata. As reivindicações dos manifestantes são bem diversificados e envolvem temas de saúde, educação e infraestrutura.

A união de moradores da Rocinha e do Vidigal em uma manifestação seria uma cena impensável há algum tempo, pois as duas comunidades eram dominadas por facções criminosas diferentes. A favela da Rocinha e o Morro do Vidigal foram pacificadas por unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).