Sérgio Cabral cancela agenda oficial após protestos no Rio de Janeiro

O governador Sérgio Cabral cancelou sua agenda oficial marcada para esta terça-feira (18). O peemedebista tinha marcado a assinatura de protocolo de intenções entre o Governo do Estado e Aliança Renault-Nissan, às 8h.

A informação foi divulgada em nota por sua assessoria de imprensa, no fim da noite desta segunda-feira (17).

" O evento de assinatura de protocolo de intenções entre o Governo do Estado e Aliança Renault-Nissan, previsto para esta terça-feira, 18/06, às 8 horas, no Palácio Guanabara, FOI CANCELADOO Governador não tem agenda pública nesta teça-feira, 18/6", diz o comunicado.

Passeata reúne 100 mil e acaba em violência

A grande passeata que seguiu da Candelária rumo à Cinelândia reuniu 100 mil manifestantes para protestar contra os gastos para a Copa do Mundo, das Confederações, a corrupção, e, principalmente, o aumento das tarifas de transporte público. O número de participantes no ato foi divulgado na noite desta segunda (17), em nota, pela Polícia Militar do estado. 

O protesto, que começou pacífico, com manifestantes segurando rosas e vestindo camisetas brancas, terminou com tumulto. Já na reta final do ato, um grupo que participava da manifestação invadiu o Palácio Tiradentes, prédio-sede da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), além de atear fogo a dois veículos e agredir policiais militares. 

>> Manifestantes conseguem invadir o prédio da Assembleia Legislativa do Rio

>> Estudante do Rio: "Manifestação é movimento de gente oprimida"

>> Presidente da Alerj confirma: PMs foram feridos e encurralados dentro de prédio

>> Da Candelária à Cinelândia: passeata do Rio de Janeiro não para de crescer