Adolescente que atropelou e matou garçom se apresenta à polícia no RJ

O adolescente de 17 anos que atropelou e matou um garçom de 59 anos, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na madrugada de quinta-feira, se apresentou à delegacia na tarde de ontem. Segundo informações do Bom Dia Rio, o jovem chegou acompanhado por um advogado e uma amiga da família, mas ficou em silêncio. 

Em entrevista, o advogado Eduardo Gonçalves alegou que o local do acidente não possui sinalização ou faixas de pedestres.  

A mãe do jovem, que o autorizou a pegar o veículo, será indiciada por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, mas responderá em liberdade, assim como o filho.

De acordo com a polícia, o adolescente dirigia uma caminhonete por volta de 2h30, na estrada de Jacarepaguá, quando atropelou o garçom José Pinheiro Lopes. Com a força do impacto, o corpo da vítima chegou a ser arremessado para a caçamba do veículo. Após percorrer um quilômetro, o rapaz parou e abandonou o corpo. 

De acordo com a mãe do rapaz, esse foi o terceiro acidente do qual ele participou. Aos 11 anos, ele se envolveu em um acidente com uma motocicleta e, aos 15 anos, esteve em outra colisão. O carro utilizado no dia do atropelamento foi encontrado em uma oficina mecânica. Segundo a polícia, o tio do adolescente e dono da caminhonete disse aos mecânicos que ele havia atropelado um cavalo. Por esse motivo, o tio será indiciado por fraude processual.