Cinco agentes penitenciários são investigados por tortura em presídio 

Fato teria ocorrido na Baixada Fluminense

A 1ª Promotoria de Justiça de Japeri, na Baixada Fluminense, abriu investigação para apurar denúncias de tortura praticadas por agentes penitenciários contra quatro detentos no Presídio Milton Dias Moreira, naquele município. A informação foi divulgada, em nota à imprensa, pelo Ministério Público do Estado do Rio.

A denúncia foi feita pelos advogados dos presos  Sidnei de Souza Coutinho, Ítalo Gomes Nery, Tiago Rosa e Seny Junior, que teriam sofrido os abusos.

Os investigados são cinco servidores da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária que estavam de plantão na última quinta-feira (24) no presídio. Uma cópia do procedimento de investigação criminal (PIC) foi encaminhado à Corregedoria da secretaria. A investigação tem prazo de 90 dias para ser concluída.